Sexta-feira, 24 de maio de 2024

Sexta-feira, 24 de maio de 2024

Voltar Queda de restos de foguete chinês causa clarão no céu no Nordeste do Brasil

Um clarão no céu chamou a atenção de moradores de diversas cidades da Bahia na noite de sexta-feira (22). O fenômeno foi causado pela queda do corpo de um foguete chinês lançado em 2018, de acordo com informações da Associação Paraibana de Astronomia e da Rede Brasileira de Observação de Meteoros.

Recentemente, a queda de um meteoro também provocou um grande clarão no céu que pôde ser visto em diversas cidades da Bahia, mas pesquisadores reforçam que os casos não têm relação e a ocorrência em curto espaço de tempo é mera coincidência.

O fenômeno provocado pelos restos do foguete foi visto em cidades como Salvador, Capão, Serrinha, Feira de Santana, Canarana, Lençóis e Mucugê. Além dos municípios baianos, o clarão chamou a atenção de moradores de várias cidades do Rio Grande do Norte e do Piauí.

“O foguete em si é formado por estágios. A medida em que ele vai subindo para chegar ao espaço, ele vai liberando esses estágios. Existia um estágio desse foguete Longa Marcha 2C que estava orbitando a Terra desde 2018, só que ele foi decaindo orbitalmente, como a gente fala”, explicou o divulgador científico Alexsandro Mota.

Conforme Mota, o lixo espacial foi perdendo a altitude por causa do choque com as moléculas do ar e perdeu velocidade. A gravidade, por consequência, começou a atrair o corpo do foguete cada vez mais.

Segundo ele, chega um momento em que o objeto atinge uma camada muito densa de gases, perde velocidade e reentra na atmosfera. “Uma reentrada pode ocorrer com muita velocidade. A gente está falando de milhares de quilômetros por hora, a gente está falando de 7 mil quilômetros por hora. Por isso que fica todo aquele show luminoso no céu, porque a atmosfera sendo atingida por um objeto nessa velocidade vai ficar incandescente, então, vai brilhar muito”, explicou.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Deixe seu comentário

No Ar: Show da Tarde