Quinta-feira, 30 de maio de 2024

Quinta-feira, 30 de maio de 2024

Voltar Número de mortes por covid no mundo supera 7 milhões, diz a Organização Mundial da Saúde

A Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou nesta quinta-feira (11) que o número de mortes por Covid-19 em todo o mundo superou a marca de 7 milhões em dezembro do ano passado.

“Infelizmente, no final de 2023, ultrapassamos o limite de 7 milhões de mortes por Covid-19 comunicadas à OMS desde o início da pandemia”, afirmou a diretora de Preparação e Prevenção de Epidemias e Pandemias da organização, Maria Van Kerkhove, em uma publicação no X (antigo Twitter).

Segundo ela, em 31 de dezembro de 2023, o número acumulado de mortes era 7.010.586. No entanto, “o número real de mortes é maior, com estimativas de até três vezes mais a nível global”.

A especialista da OMS acrescentou que estes são dados “devastadores”. “A pandemia já não representa uma ameaça internacional à saúde pública, mas ainda é uma ameaça global”, concluiu.

O pico de mortalidade foi em 2021. Naquele ano, 3,53 milhões de pessoas foram vítimas das complicações respiratórias da covid-19.

Números brasileiros

No Brasil, o número total de mortes por covid em 2023 foi de 14.638, o menor desde o início da pandemia. Os números são do painel de monitoramento do Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde), com dados até 28 de dezembro. No total, 708.491 brasileiros morreram pela doença desde 2020. Somente no primeiro ano da pandemia, em 2020, o país teve 195.725 mortes.

O total anual de mortos estava em queda desde 2022, quando foram 74.779 vítimas. A maior quantidade de mortos pelo coronavírus foi observada em 2021 (423.349 registros). O resultado foi impulsionado pela propagação das variantes alfa e delta, consideradas mais contagiosas que a cepa original.

Para os casos confirmados da doença, 2023 também apresenta os menores índices de registros de cada ano, com 1,85 milhão de ocorrências. O ano de 2021 e 2022 têm números semelhantes, na faixa dos 14,5 milhões. Foram 7,7 milhões de infectados em 2020.

A última semana contabilizada, que terminou em 23 de dezembro, teve 118 mortes. A mais recente onda (pico de casos e mortes pela doença) foi registrada em fevereiro de 2022, quando o total na semana ultrapassou 6 mil mortes.

A OMS anunciou o fim da emergência de saúde pública global relacionada à Covid-19 em maio passado. Na ocasião, o diretor-geral da entidade, Tedros Adhanom Ghebreyesus, já havia dito que, em três anos, a Covid-19 matou quase 7 milhões de pessoas, apesar de saber “que esse número é bem maior e chega pelo menos a 20 milhões de óbitos”. .

 

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Deixe seu comentário

No Ar: Show da Tarde