Quinta-feira, 26 de maio de 2022

Quinta-feira, 26 de maio de 2022

Voltar Volume de serviços cresce 1,6% em fevereiro no Rio Grande do Sul, aponta IBGE

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou nesta terça-feira (12) a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS). Em fevereiro de 2022, o volume de serviços no Rio Grande do Sul cresceu 1,6% frente a janeiro, na série com ajuste sazonal, após ter recuado 1,1% no mês anterior.

A variação tem sentido oposto ao da média nacional (-0,2%), e acompanha o movimento ascendente observado em outras 13 unidades da federação. Com esse resultado, o setor de serviços gaúcho se encontra 4,3% acima do nível de fevereiro de 2020 (pré-pandemia), embora ainda se mantenha 14,4% abaixo do pico da série histórica, registrado em abril de 2014.

A média móvel trimestral variou 0,5% frente ao mês anterior, mantendo comportamento predominantemente positivo desde julho de 2020. Na série sem ajuste sazonal, na comparação com fevereiro de 2021, o volume de serviços assinalou a décima segunda taxa positiva consecutiva, avançando 14,4%. No indicador acumulado do primeiro bimestre deste ano, houve expansão de 12,8% frente a igual período de 2021. Já o acumulado nos últimos 12 meses, ao passar de 14,0% em janeiro para 15,9% em fevereiro, manteve a trajetória ascendente iniciada em março de 2021 (-12,7%).

Serviços crescem 14,4% frente a fevereiro de 2021

Em relação a fevereiro de 2021, o volume de serviços avançou 14,4% no Rio Grande do Sul, atingindo todas as cinco atividades pesquisadas. A principal contribuição veio dos transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (19,0%), que contribuiu com 6,1 pontos percentuais (p.p.) para o índice do mês. Já a maior variação (21,7%) foi a dos serviços profissionais, administrativos e complementares. Os demais avanços vieram dos serviços prestados às famílias (20,1%), dos outros serviços (21,5%) e dos serviços de informação e comunicação (3,2%).

Atividades turísticas recuam 1,9% em fevereiro

Em fevereiro de 2022, o índice de atividades turísticas no Rio Grande do Sul recuou 1,9% frente a janeiro, após queda de 1,3% no mês anterior. Regionalmente, outros sete dos 12 locais pesquisados acompanharam o movimento de queda observado no Estado. Com esse resultado, o segmento de turismo gaúcho se encontra 4,6% abaixo
do patamar de fevereiro de 2020.

Na comparação com fevereiro de 2021, o índice de volume de atividades turísticas cresceu 33,0%, décima primeira taxa positiva seguida. Já no acumulado do primeiro bimestre de 2022, o agregado especial de atividades turísticas mostrou expansão de 37,0% frente a igual período do ano passado.

Brasil

No Brasil, a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) indica que o volume dos serviços variou -0,2% em fevereiro, acumulando, assim, uma perda de 2,0% nos dois primeiros meses deste ano. Com isso, o setor de serviços se encontra 5,4% acima do nível de fevereiro de 2020 (pré-pandemia) e 7,0% abaixo de novembro de 2014 (ponto mais alto da série histórica).

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Pedido de cassação de Arthur do Val é aprovado por unanimidade pelo Conselho de Ética da Assembleia Legislativa de SP
Senado aprova projeto de lei que aprimora regras para combate à alienação parental
Deixe seu comentário

No Ar: Caiçara Confidencial