Quarta-feira, 24 de julho de 2024

Quarta-feira, 24 de julho de 2024

Voltar Veja os dez carros mais vendidos no Brasil em 2023

Por mais um ano, o Strada, da montadora italiana Fiat, liderou as vendas de veículos no Brasil. Foram 120.600 emplacamentos no carro, 8.144 a mais do que em 2022. Na segunda posição, ficou o Polo, da Volkswagen. O automóvel ganhou diversas posições em relação a 2022. Os dados são da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores, a Fenabrave.

Com alta de 10,7% sobre o resultado de novembro, o mês de dezembro registrou 400.020 emplacamentos, fazendo com que o ano de 2023 fechasse com alta de 12% sobre 2022. Todos os segmentos, à exceção de caminhões, registraram evolução no ano, com destaque para motocicletas (crescimento de 16,1%) e automóveis e comerciais leves (+11,3%).

“Foi um ano em que o setor automotivo demonstrou uma recuperação importante e que deve ser celebrada, tanto que foi a 1ª vez, desde 2019, que tivemos mais de 2 milhões de automóveis e comerciais leves emplacados no ano.”, diz o presidente da Fenabrave, Andreta Júnior. “No entanto, temos que lembrar do impulso das medidas provisórias que estimularam o setor, o que mostra que é necessária a busca de soluções permanentes que mantenham o mercado aquecido”.

O presidente faz referência às medidas do governo federal do final do primeiro semestre que baratearam, provisoriamente, veículos populares. Para 2024, a previsão de crescimento nas vendas é, também, de 12%. Saiba mais: Fenabrave prevê crescimento de 12% das vendas de veículos em 2024

Dez mais vendidos

1. Fiat Strada: 120.600 unidades
2. Volkswagen Polo: 111.242 unidades
3. Chevrolet Onix: 102.043 unidades
4. Hyundai HB 20: 88.905 unidades
5. Chevrolet Onix Plus: 74.887 unidades
6. Fiat Mobi: 73.428 unidades
7. Volkswagen T-Cross: 72.441 unidades
8. Fiat Argo: 66.717 unidades
9. Chevrolet Tracker: 66.643 unidades
10. Hyundai Creta: 65.817 unidades

Análise

Os carros elétricos atraíram muita atenção do público, principalmente pela estratégia agressiva das montadoras chinesas. Mas eles ainda representam uma fatia pequena da frota do país. O modelo mais vendido foi o Dolphin, da BYD, que aparece na 51ª posição. Ainda é pouco, mas a situação deve mudar neste ano. Outras marcas, como Jaecoo e Omoda, já anunciaram a chegada em 2024, o que deve bagunçar ainda mais o setor.

Os SUVs, no entanto, vieram para ficar. Representam o segmento com mais emplacamentos de 2023 – foram 777 mil no ano passado. Há, é claro, uma enorme variedade. T-Cross, Tracker e Creta são os campeões de vendas, todos eles no top 10. Outros modelos, que já foram muito populares, como o Renegade e o Compass, ainda vendem bem, mas perderam posições. Novos modelos chegaram ao mercado, como o novo Territory, da Ford, e os híbridos chineses GWM Haval H6 e BYD Song Plus. Essa fatia do mercado deve ficar ainda mais disputada em 2024.

Os hatches, apesar da insistência da indústria em descontinuar muitos modelos, continuam vendendo muito bem. Não à toa, Polo, Onix e HB20 são os mais populares após a Strada. E isso é surpreendente, já que já muito menos opção à disposição dos consumidores do que a um par de anos atrás. A maioria das montadoras tem um único hatchback em seu portfólio. O preço médio inferior aos dos SUVs ajuda a fomentar o setor, que continua forte.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Deixe seu comentário

No Ar: Show da Tarde