Sexta-feira, 20 de maio de 2022

Sexta-feira, 20 de maio de 2022

Voltar Termina a construção da primeira usina de beneficiamento e reciclagem de plásticos de Porto Alegre

Foi entregue, nesta sexta-feira (13), o prédio onde será instalada a primeira Usina de Beneficiamento e Reciclagem de Plásticos de Porto Alegre. Em 45 dias inicia-se a produção. O prédio integra um projeto social da Associação Cristã de Moços, no bairro Restinga, em terreno doado pela prefeitura por comodato pelo período de 30 anos.

O secretário de Desenvolvimento Social, Léo Voigt, representou o prefeito Sebastião Melo no evento e destacou a persistência dos parceiros para manter o projeto que começou em 2016. “Vemos aqui a conclusão de uma das tantas obras que resultam da união dos diferentes em torno da mesma causa.”

O projeto é a conclusão de um dos objetivos do programa Todos Somos Porto Alegre, lançado em 2012, do qual Voigt foi o gestor. A construção do prédio demorou cinco anos pelos trâmites necessários quando se trata de financiamento público.

“Hoje estamos aqui vendo esta entrega graças à resiliência das organizações parceiras. Graças à decisão estratégica de cada gestor elegendo este como um projeto importante a ser concluído. O prefeito Melo é comprometido com este tema e nos cobra ações para o fomento e melhoria da reciclagem na cidade”, afirmou. Acompanhou o secretário o diretor de Fomento ao Empreendedorismo Popular da SMDS. João Freire, que é o responsável pelas políticas públicas para o setor da reciclagem.

A construção da Usina de Beneficiamento e Reciclagem de Plásticos de Porto Alegre, com custo total de R$ 1,3 milhão, tem financiamento por meio do Pró-Social RS, com patrocínio da Braskem, e vai representar um incremento médio de 32.42% na renda dos trabalhadores com reciclagem de Porto Alegre. São cerca de 400 trabalhadores cooperados na Capital, sendo que 90% são mulheres chefes de famílias. 80% dos filhos dessas famílias estudam em escolas municipais comunitárias.

O presidente da ACM Porto Alegre, Enio Gonçalves Ferreira, falou sobre os 120 anos da instituição na Capital e que há 21 anos tem projeto social na Restinga em parceria com o Instituto Dunga, no espaço ao lado do prédio da Usina. “Com esta Usina estamos fortalecendo a cadeia de reciclagem em Porto Alegre, possibilitando trabalho a famílias sem renda. Importante dizer que este projeto está totalmente em harmonia com diferentes projetos de sustentabilidade e responsabilidade social já existentes na Restinga ”, ressaltou.

Em nome dos trabalhadores falou o coordenador da Cooperativa Central de Comercialização Integrada (Coomint) Antonio Marcos. Ele destacou o fortalecimento do setor pela união de esforços e atuação conjunta e o quanto a usina da Restinga vai ajudar os trabalhadores do setor em Porto Alegre.

A produção da Usina dará mais valor ao plástico de pós-consumo que, junto com as garrafas pet, são responsáveis por boa parte da renda das cooperativas de reciclagem na cidade.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Trânsito na avenida Nilo Peçanha tem nova alteração para obra do Arroio Areia, em Porto Alegre
Ministério da Educação apresenta aplicativos para auxiliar estudantes
Deixe seu comentário

No Ar: Show Da Manhã