Segunda-feira, 15 de julho de 2024

Segunda-feira, 15 de julho de 2024

Voltar Surfista norte-americana é agredida covardemente por brasileiro João Paulo Azevedo em Bali

A surfista norte-americana Sara Taylor foi agredida por um brasileiro enquanto surfava em Bali, na Indonésia. Em vídeo divulgado em suas redes sociais na última quarta-feira (5), a surfista mostra o momento em que levou um soco de João Paulo Azevedo, conhecido como JP Azevedo, porque a norte-americana teria cortado seu amigo quando esse tentou pegar uma onda. Filipe Toledo comenta em publicação da norte-americana, em solidariedade, o absurdo do ocorrido.

“Depois de pegar minha primeira onda, o amigo do cara (que ela cortou) me deu um soco na cabeça e, depois de ser confrontado por ter me batido, ele atacou Charlie (seu amigo) na praia por filmá-lo. Isso é insano, alguém sabe quem são (esses caras)?”, perguntou Sara Taylor na legenda do vídeo da agressão.

O surfista que desferiu o soco na americana foi identificado como sendo João Paulo Azevedo, atleta capixaba que vive em Bali desde 2019. O brasileiro explicou o que motivou o ocorrido e disse ter se confundido e “achado que ela era um homem”.

“Não sei como a confusão começou, de fato. A vi empurrando meu amigo, achei que era um homem e fui defender. Depois que bati, eu vi que ela estava usando sutiã, pedi desculpas e ela não aceitou. Quando estávamos no solo, ela foi ao meu carro, pegou minha prancha e começou a quebrar. A partir daí, eu só me defendi”, respondeu.

Atual campeão mundial do Circuito Mundial de Surfe, a WSL, Filipe Toledo comentou na publicação de Sara Taylor, prestando solidariedade para a norte-americana. “Lamento que isso aconteça com vocês! Espero que vocês estejam bem! Não se estresse com pessoas com esse tipo de energia! Eles não duram muito, a vida vai voltar para eles! Mas ei, se pudermos fazer o que for para encontrá-los, faremos! Deus abençoe e fique segura”, desejou o campeão mundial.

Ex-mulher

Uma ex-namorada do surfista brasileiro relatou em uma rede social nesta quinta-feira (6) que já foi espancada pelo atleta e teve de ser atendida em um hospital com quadro de traumatismo craniano.

“Hoje recebi notícias que me chocaram. Chocaram pela violência, pela violência contra a mulher, pela violência em um esporte que eu considero tão abençoado por Deus. Por que tamanha agressão? Por que tanta discórdia?”, escreveu Carolina. “Eu namorei o João Paulo Azevedo em 2018 e 2019. Terminamos quando ele me agrediu fortemente. Fui parar em um hospital com traumatismo craniano. Fiquei com tanta vergonha de tudo e principalmente da minha filha que tanto amo”, continuou ela.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Deixe seu comentário

No Ar: Show Da Madrugada