Domingo, 03 de julho de 2022

Domingo, 03 de julho de 2022

Voltar Sem consenso, partidos da terceira via adiam anúncio de candidato único para eleições

Representantes dos três partidos da chamada “terceira via” (MDB, PSDB e Cidadania), que busca uma candidatura presidencial alternativa às de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL), decidiram após reunião na tarde desta quarta-feira (18) adiar o anúncio do nome a ser escolhido como candidato de consenso do grupo.

Na reunião, foi apresentada uma pesquisa – cujo resultado não foi revelado – encomendada com o objetivo de apontar qual dos dois pré-candidatos reúne mais condições de unificar o grupo – a senadora Simone Tebet (MDB-MS) ou o ex-governador de São Paulo João Doria (PSDB).

“Nós assistimos a uma apresentação. Cada partido formou seu juízo de valor e é uma decisão coletiva, de cada partido, convocar suas Executivas para terça-feira [dia 24] à tarde, ouvir a recomendação de cada um dos partidos, para a partir daí, o passo seguinte, que possa nos apontar um candidato que reúna essa esperança de quebrar essa polarização”, afirmou o presidente do PSDB, Bruno Araújo.

Segundo ele, não há uma data específica para o anúncio do nome. Em 6 de abril, MDB, PSDB, Cidadania e União Brasil informaram, em nota conjunta, que o “candidato de consenso” seria anunciado nesta quarta (18). Mas, no último dia 4, o União Brasil decidiu deixar o grupo e lançar candidato próprio.

Além disso, o PSDB enfrenta um impasse. Uma ala do partido entende que a pré-candidatura de João Doria, que venceu as prévias do partido no ano passado, não reúne mais condições de ser levada adiante, principalmente devido ao índice de rejeição e ao fraco desempenho do ex-governador nas pesquisas de intenção de voto.

Internamente, há um grupo defendendo uma chapa encabeçada por Simone Tebet, com o senador tucano Tasso Jereissati (CE) como vice. Mas Doria resiste e já ameaçou levar o caso à Justiça caso a decisão das prévias do partido não seja respeitada.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Tribunal de Contas da União forma maioria para aprovar privatização da Eletrobras
Inflação derruba poder de compra de 90% das profissões no País, aponta CNC
Deixe seu comentário

No Ar: SHOW DA TARDE