Quarta-feira, 24 de julho de 2024

Quarta-feira, 24 de julho de 2024

Voltar Rio Grande do Sul investe R$ 208,7 milhões em pesquisa e inovação

Durante 2023, o governo do Estado do Rio Grande do Sul anunciou investimentos significativos em pesquisa e inovação, totalizando R$ 208,7 milhões em chamadas públicas e editais administrados pela Sict (Secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia) e pela Fapergs (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul).

O edital Inova Semicondutores, com aporte de R$ 3 milhões, busca apoiar projetos de capacitação técnica em microeletrônica por meio de Bolsas Auxílio Capacitação. O Techfuturo Semicondutores, focado em design, materiais e dispositivos de semicondutores, disponibiliza até R$ 6 milhões para até três projetos, promovendo redes de alta competitividade científica e tecnológica.

No setor agropecuário, o Inova Agro destina R$ 14 milhões para projetos ambientais e de agronegócio, com ênfase em irrigação, descarbonização, eficiência de produção e transição energética.

Em parceria com a Fapergs e a Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura, o edital Monitoramento de Gases do Efeito Estufa investirá R$ 15 milhões em pesquisas voltadas para a medição de gases em cadeias produtivas primárias. Ainda no setor de meio ambiente e agronegócio, o TEC4B Agro tem investimento previsto de R$ 8 milhões em propostas de universidades e prefeituras para estruturar e gerir ambientes colaborativos (living labs).

Para fomentar o desenvolvimento de jogos educativos na rede pública, o GameRS Edu investirá R$ 1 milhão em parcerias entre universidades, empresas e escolas públicas. Além disso, R$ 13,4 milhões foram alocados para bolsas de Iniciação Científica e de Iniciação Tecnológica e Inovação, promovendo a qualificação de alunos interessados em pesquisa científica e inovação.

O programa Pesquisador Gaúcho disponibilizou R$ 25 milhões para apoiar projetos em diversas áreas do conhecimento, enquanto o Auxílio Recém-Doutor/Recém-Contratado destinou R$ 5 milhões para jovens doutores em Institutos de Ciência e Tecnologia. O edital Fixação Jovens Doutores teve um aditivo de R$ 14,5 milhões, visando manter talentos no Estado.

Com o lançamento do edital do programa Professor do Amanhã, o governo do Estado destinará R$ 76,8 milhões para a formação de docentes. Durante os próximos quatro anos, o valor será utilizado para a manutenção de mil bolsas permanência para alunos em cursos de licenciatura presencial. A iniciativa acontece em parceria com instituições comunitárias, com o intuito de formar novos professores para suprir carências da rede estadual de ensino.

Destinado a jovens cientistas que contribuam para conhecimento fundamental em ciências naturais, ciência da computação e matemática, foi lançado o edital de Apoio à Ciência do Instituto Serrapilheira. Foram destinados R$ 2,3 milhões para o edital.

Em uma cooperação entre a Fapergs e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, projetos que desenvolvam tecnologias consideradas portadoras de futuro e envolvendo participação de equipes do Rio Grande do Sul e de São Paulo têm previsão de investimentos de R$ 7,5 milhões, sendo R$ 3 milhões da Fapergs. A Fapergs ainda destinou R$ 1,5 milhão para a organização de eventos científicos, fortalecendo o estímulo à pesquisa e inovação.

Na área da saúde, o edital Techfuturo Saúde alocou R$ 14,5 milhões para projetos que exploram o potencial de tecnologias inovadoras. Por meio do Inova RS, o governo do Estado disponibilizou R$ 1,2 milhão em recursos para bolsas voltadas a gestores de inovação e tecnologia atuantes no programa. Esses investimentos refletem o compromisso do estado em impulsionar avanços significativos em diversos setores.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Deixe seu comentário

No Ar: Show da Tarde