Segunda-feira, 22 de julho de 2024

Segunda-feira, 22 de julho de 2024

Voltar Reféns israelenses soltos pelo Hamas têm entre 2 e 85 anos; grupo é de mulheres e crianças

Enfim, em casa. Os trezes reféns foram libertados pelo Hamas e estão agora em Israel. O primeiro grupo foi composto por oito mulheres e quatro menores de idade. A libertação ocorreu horas após o início do cessar-fogo e em paralelo à libertação de 39 prisioneiros palestinos, sendo 24 mulheres e 15 menores de idade do sexo masculino, que estavam na prisão de Ofer.

Um grupo adicional composto por dez tailandeses e um filipino também atravessou a fronteira, informou o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do Catar, Majed al-Ansari.

A metade do grupo foi composta por idosas — a refém mais velha, Yafa Adar, está entre elas. Outra idosa libertada, identificada como Hanna Katzir, foi dada como morta pela Jihad Islâmica nesta terça-feira. Além disso, a maior parte dos reféns libertados nesta primeira leva são mulheres e meninas. O único menino é o pequeno Ohad Munder, de 9 anos.

O acordo entre Israel e Hamas, mediado pelo Catar, Estados Unidos e Egito, prevê a libertação de, ao todo, 50 reféns na Faixa de Gaza e 150 palestinos detidos em prisões israelenses.

Veja quem são os 13 reféns libertados:

– Aviv Katz Asher, 2 anos: Filha de Doron e Yoni Katz e irmã de Raz, de 4 anos. Aviv foi levada junto com a mãe e a irmã para Gaza durante o ataque terrorista.

– Emilia Aloni, 5 anos: Foi levada para Gaza com a sua mãe, Daniele, a tia Sharon Aloni, o tio David Cunio, e as primas gêmeas, Ema e Yuly.

– Raz Katz Asher, 4 anos: Filha de Doron e Yobi Katz e irmã de Aviv, de 2 anos. Foi levada para a Faixa de Gaza por terroristas em um caminhão junto com a mãe e a irmã.

– Ohad Munder Zachri, 9 anos: Estava no kibutz Nir Oz quando foi sequestrado pelo Hamas. Foi levado com a mãe, Keren, e os avós Ruthi e Avraham Munder para a Faixa de Gaza.

– Doron Katz Asher, 34 anos: Mãe de Raz, de 4 anos, e Aviv, de 2 anos, que também foram feitas reféns. Estava com parentes próximo à fronteira da Faixa de Gaza, quando o ataque terrorista ocorreu. Yoni, seu marido, viu um vídeo da esposa e das filhas sendo colocadas em um caminhão junto com outros reféns, informou a BBC.

– Daniele Aloni, de 44 anos: Foi sequestrada com a filha Emilia, a irmã Sharon Aloni, o cunhado David Cunio, e as sobrinhas gêmeas, Ema e Yuly. Daniele também aparece no vídeo divulgado pelo Hamas no último dia 30, ao lado de Rimon Buchshtab Kirsht e Lena Trupanov, de 50 anos.

– Keren Munder, 54 anos: Foi sequestrada no kibutz Nir Oz com o filho Ohad Munder-Zichri de 9 anos e seus pais idosos, Ruthi e Avraham Munder, ambos de 78 anos, segundo informações de autoridades israelenses citadas pela BBC.

– Adina Moshe, 72 anos: Foi identificada pela família em um vídeo em que aparece entre dois homens, na garupa de uma motocicleta. O registro, supostamente, mostrava o momento da captura e deslocamento da idosa para a Faixa de Gaza. Ela é moradora do kibutz Nir Oz.

– Hanna Katzir, de 77 anos: Foi sequestrada junto com o seu filho Elad Katzir, de 47 anos. Eles estavam no Kibutz Nir Oz. A idosa aparece em um vídeo divulgado pelo grupo extremista Jihad Islâmica. no último dia 9. No vídeo, Katzir aparece em uma cadeira de rodas. Nesta terça-feira, ela foi dada como morta.

– Margalit Mozes, 78 anos: A idosa, com problemas de saúde que requerem cuidado médico constante, foi levada de sua casa no kibutz Nir Oz para a Faixa de Gaza.

– Ruthi Munder, de 78 anos: Foi sequestrada no kibutz Nir Oz com o marido também idoso, Avraham, a filha Keren e o neto Ohad.

– Hannah Perry, 79 anos: A idosa falava com a filha, Ayelet Svatitzky, ao telefone quando foi levada como refém junto com o filho, Nadav Popplewell, de 51 anos. Ambos sofrem com diabetes. Svatitzky disse à BBC que os terroristas enviaram duas fotos dos dois no cativeiro, via aplicativo de mensagem com “Hamas” escrito em inglês, como legenda. Uma terceira foto teria sido publicada no facebook de Peri, mostrando os dois cativos com um homem armado na parede.

– Yafa Adar, 85 anos: É a idosa que aparece em um vídeo sendo levada por quatro homens armados em um carrinho de golfe. Moradora do kibutz Nir Oz, ela foi levada para o enclave palestino junto com o seu neto Tamir, de 38 anos, segundo o Times of Israel.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Deixe seu comentário

No Ar: Show Da Madrugada