Segunda-feira, 16 de maio de 2022

Segunda-feira, 16 de maio de 2022

Voltar Quase oito meses depois, irmãos são presos por latrocínio de taxista em Porto Alegre

Quase oito meses após a morte de um taxista durante assalto na Zona Sul de Porto Alegre, agentes da 13ª Delegacia de Polícia Civil capturaram nesta terça-feira (3) duas pessoas apontadas como autoras do crime. Trata-se de um homem de 24 anos e um irmão de 34, que foram alvos de mandado de prisão preventiva no bairro Restinga.

De acordo com informações da Polícia, a dupla tem antecedentes por tentativa de latrocínio, homicídio, roubo e receptação de veículos, furto qualificado e formação de quadrilha. Eles tiveram envolvimento confirmado no caso por análises periciais e reconhecimento de testemunhas ouvidas pela investigação.

O roubo com morte que resultou na prisão de ambos foi cometido na noite de 13 de setembro do ano passado, uma segunda-feira, no bairro Cavalhada. A vítima era Gilberto Bof, 72 anos e que atuava como taxista desde 1997. Natural de Gramado (Serra Gaúcha) e residente no bairro Camaquã (Zona Sul) há várias décadas, ele deixou viúva, dois filhos e dois netos.

Disparos

Conforme o inquérito, o idoso foi executado com dois tiros de pistola na cabeça, sendo deixado para trás pelos assaltantes na Vicente Pereira de Souza, uma rua de pouco movimento no bairro Cavalhada. Moradores ouviram os disparos e encontraram a vítima caída de bruços na rua, já sem vida.

A dupla havia fugido com o táxi, um automóvel Toyota modelo Etios. O veículo, de cor branca e prefixo 3925, acabou encontrado horas depois, já na terça-feira, em uma rua do Morro Santa Tereza próxima à Correa Lima, a quase 5 quilômetros do local do latrocínio.

(Marcello Campos)

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Após sucesso em Porto Alegre, Blanc Hospital inaugura sede em São Paulo
Câmara dos Deputados aprova medida provisória que permite doação de vacinas contra covid
Deixe seu comentário

No Ar: SHOW DA TARDE