Quarta-feira, 24 de julho de 2024

Quarta-feira, 24 de julho de 2024

Voltar Programa Celular Seguro já bloqueou mais de 4,3 mil aparelhos em uma semana

Uma semana após seu lançamento, o programa Celular Seguro, do governo federal, já bloqueou 4.349 aparelhos roubados, furtados ou perdidos.

O Ministério da Justiça e Segurança Pública lançou a iniciativa para facilitar o bloqueio de celulares roubados e, assim, inibir esse tipo de crime, que tem crescido no Brasil.

No ranking por Estado, São Paulo lidera o número de alertas de bloqueio, com 1.125 ocorrências até o final da manhã desta quarta-feira (27). Em seguida estão o Rio de Janeiro (494); Pernambuco (324); Bahia (308) e Minas Gerais (287).

Conforme o ministério, desde o seu lançamento, o Celular Seguro teve:

579.883 inscrições de celulares;
797.353 Cadastros de Pessoas Físicas (CPFs);
e 528.836 registros de pessoas de confiança.

O recurso, disponível em site e aplicativo, é uma “ponte” para acionar a operadora do celular para bloquear a linha e bancos para impedir o acesso indevido a aplicativos e contas bancárias. Com o Celular Seguro, quem tiver o celular roubado, furtado ou perdido poderá avisar de uma só vez várias instituições parceiras do governo, como a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e bancos.

O governo também prevê ampliar a parceria com operadoras de celular para bloquear o chip, e não apenas o celular, e impedir o recebimento de mensagens de texto que permitem recuperar senhas de redes sociais, por exemplo. A expansão deverá ser implementada até 9 de fevereiro de 2024.

O usuário deve preencher um cadastro e usar o perfil gov.br. Caso haja perda ou roubo do celular, a ocorrência deve ser comunicada. É possível registrar “pessoas de confiança”.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Deixe seu comentário

No Ar: Show da Tarde