Domingo, 03 de julho de 2022

Domingo, 03 de julho de 2022

Voltar Prefeitura de Porto Alegre intensifica ações para reduzir furtos de cabos em semáforos

Os furtos de fios em semáforos, paradas de ônibus e na rede de iluminação pública têm aumentado em Porto Alegre. Além do prejuízo financeiro, estes crimes podem causar riscos a quem pratica e ao cidadão que circula pelas ruas. Para reduzir os danos, rondas estão sendo intensificadas.

De acordo com a prefeitura, “em relação ao mobiliário de trânsito, de janeiro a março deste ano, foram 61 casos, o que representa mais da metade das ocorrências de todo o ano passado, quando foram 105 ocorrências”.

Na madrugada desta quarta-feira (6) foi registrado o roubo de fios da rede elétrica do terminal de ônibus Mendes Ribeiro, localizado entre as avenidas Carlos Gomes e Protásio Alves. O suspeito foi preso, em flagrante, pela Guarda Municipal.

Prejuízos

Os transtornos ocasionados em relação ao furto em terminais e demais instrumentos de sinalização vão desde conflitos no trânsito, com o risco de engarrafamentos, acidentes e atropelamentos, até o de choques elétricos. “Todo o circuito de cabos possui dispositivo de proteção, porém, dependendo do local, estes dispositivos ficam fora de ação, gerando um grande risco à população. Além disso, ocorre o retrabalho das nossas equipes que são direcionadas para tais situações, postergando os atendimentos de rotina, importantes para a mobilidade urbana”, salienta o secretário municipal adjunto de Mobilidade Urbana, Matheus Ayres.

Iluminação

Na iluminação os pontos que mais sofrem vandalismo são os parques e o Túnel da Conceição. Para dificultar a ação dos criminosos, a Secretaria Municipal de Serviços Urbanos está investindo em redes subterrâneas, como ocorreu no Parque Marinha. Além do restabelecimento das redes, já foram recuperados, em função do vandalismo, “22 postes de 4 metros, 43 postes de 6 metros, 25 postes de 8 metros, 10 postes de 10 metros, 2 postes de 12 metros, 77 luminárias de 37W e 113 luminárias de 30W”, afirmou a prefeitura. A segunda fase da recuperação do Parque Marinha inicia na segunda quinzena de abril.

Além das luminárias e instalações novas, a área recebeu o piloto de um sistema de telegestão, que viabiliza o monitoramento 24 horas pelas equipes da concessionária. O sistema permite ligar e desligar uma luminária e sinaliza eventuais problemas no ponto, incluindo furto de cabos.

Denuncie

Para combater estes crimes, a Guarda Municipal vem intensificando as patrulhas em pontos estratégicos da Capital, mas o papel do cidadão é fundamental nesse processo. “Reforçamos a importância da população em acionar os canais 153 e 156 para encaminhar denúncias de furtos e roubos para atuarmos de forma mais ágil e rápida”, completa o secretário municipal de Segurança, coronel Mário Ikeda.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Chegam a 39.124 os casos fatais de coronavírus no Rio Grande do Sul
Tribunal de Contas da União quer reajuste no preço por ação para privatizar a Eletrobras
Deixe seu comentário

No Ar: Show Da Manhã