Sexta-feira, 24 de maio de 2024

Sexta-feira, 24 de maio de 2024

Voltar Porto Alegre foi cenário para gravação de 173 filmes, comerciais e outras produções em 2023

De janeiro a novembro deste ano, Porto Alegre serviu de cenário para a gravação de 173 audiovisuais, incluindo filmes de cinema e comerciais. Foram 524 locais de filmagem em 222 diferentes pontos da capital gaúcha, conforme levantamento realizado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SMDet).

Mais de 100 empresas do segmento de produção passaram pela cidade, fizeram negócios e movimentaram a economia. Somente no que se refere a oportunidades de trabalho, foram 32.887 profissionais, em uma lista que abrange atores, diretores, cinegrafistas, maquiadores e figurinistas, dentre tantos outros.

“Além disso, bares, restaurantes, transportes e hotéis também foram impactados”, acrescenta a SMDet. “As grandes produções publicitárias chegam a envolver cerca de 500 profissionais nas gravações.”

A cidade recebeu, ainda, produções publicitárias de abrangência global, sob encomenda para multinacionais de produtos como cerveja, tênis, bancos, eletroeletrônicos e bancos. Na lista também estão anunciantes da Copa do Mundo de 2022, realizada no Catar (Oriente Médio) pela Federação Internacional de Futebol (Fifa).

Foram totalizados 1.238 agendamentos para as intervenções pela prefeitura, tais como reservas de vagas, bloqueios intermitentes e parciais de via pública, isolamento de áreas internas de praças e parques, entre outros.

Na tela

Uma das 173 produções gravadas em Porto Alegre neste ano já está nos cinemas de todo o País. Trata-se do longa-metragem “Uma Carta para o Papai Noel”, que utilizou diversas locações da cidade para contar e encantar as plateias com uma história diferente do personagem natalino.

Esta e outras 16 produções receberam autorização e apoio institucional da “Porto Alegre Film Commission”, vinculada à SMDet. Um dos cenários adaptados para as cenas foi o prédio da Escola Estadual Ernesto Dornelles, localizado na rua Duque de Caxias, ao lado da Praça do Alto da Bronze (Centro Histórico).

“A Film Commission evoluiu consideravelmente nos seus prazos para emissão de autorizações, o que nos reposicionou no cenário de grandes produções”, salienta a titular da Secretaria, Júlia Evangelista Tavares. “Hoje, estamos mais competitivos frente aos principais mercados brasileiros, principalmente em relação a São Paulo e Rio de Janeiro.”

Coordenadora da Film Commission, Joana Braga acrescenta: “As produtoras de fora do Estado estão gravando cada vez mais aqui na capital gaúcha, em função de fatores como a versatilidade das paisagens e das despesas diárias [hospedagem, dentre outros itens], exponencialmente mais econômicas em relação aos principais mercados da Região Sudeste do País.”

(Marcello Campos)

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Deixe seu comentário

No Ar: Show da Tarde