Segunda-feira, 16 de maio de 2022

Segunda-feira, 16 de maio de 2022

Voltar Porto Alegre alcança 47% da meta na vacinação dos idosos contra a gripe

Até esta segunda-feira (09), foram aplicadas em Porto Alegre 197.524 doses de vacina contra gripe. Os idosos somam 143.637 doses, ou 47,2% da meta. De acordo com estimativa do Ministério da Saúde, 711.533 pessoas são o público-alvo da campanha, que se encerra em 3 de junho.

A meta é vacinar 90% do total, dividido nos grupos prioritários. Contra o sarampo, são 13.803 doses aplicadas, sendo 10.253 em crianças, 3.520 em trabalhadores da saúde e 30 em adolescentes e adultos.

As campanhas têm públicos distintos. A vacina tríplice viral, que protege contra sarampo, rubéola e caxumba, está disponível para trabalhadores da saúde e crianças.

A vacina contra influenza (gripe) é oferecida a todos os grupos prioritários (idosos, crianças de seis meses a cinco anos incompletos, trabalhadores da saúde, gestantes, puérperas, pessoas com deficiência, trabalhadores portuários e do transporte, pessoas privadas de liberdade, profissionais da educação, pessoas com comorbidades, povos indígenas e integrantes das Forças Armadas e da segurança e salvamento).

As duas vacinas podem ser feitas de forma concomitante, na mesma visita à unidade de saúde. Para receber a imunização, trabalhadores da saúde e outras categorias profissionais devem apresentar contracheque ou outro documento que demonstre o vínculo empregatício.

Para as crianças, é solicitada a apresentação da caderneta de vacinação. Idosos devem apresentar documento oficial com foto, que comprove a idade. Gestantes e puérperas, devem levar a carteira da gestante.

Gripe

Das 197.524 doses feitas pelo SUS na cidade, três grupos concentram o maior percentual de administração, idosos, trabalhadores da saúde e crianças. Em pessoas com mais de 60 anos, 143.637 foram aplicadas. Trabalhadores da saúde somam 33.887 (33,4%) e crianças, 12.258 doses, ou 16,4%.

Sarampo

Doença infecciosa aguda, transmissível e extremamente contagiosa, podendo evoluir com complicações e óbito, particularmente em crianças menores de um ano de idade, o sarampo é prevenível com vacina.

Durante a campanha, que se encerra em 3 de junho, todas as crianças entre seis meses e cinco anos incompletos devem receber uma dose da vacina tríplice viral. Profissionais de saúde devem ter duas doses comprovadas, com intervalo mínimo de 30 dias entre as doses, independentemente da faixa etária.

O enfermeiro Augusto Crippa, do Núcleo de Imunizações da Secretaria Municipal de Saúde, destaca que a tríplice viral é uma vacina de rotina e está disponível em todas as unidades de saúde, mesmo fora do período de campanha.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Mais de 58% dos gaúchos já entregou a declaração do Imposto de Renda
Enem 2022: prazo para inscrição começa nesta terça-feira
Deixe seu comentário

No Ar: SHOW DA TARDE