Quinta-feira, 19 de maio de 2022

Quinta-feira, 19 de maio de 2022

Voltar Passam de 2 milhões e 300 mil os testes positivos de coronavírus entre os gaúchos. Em 39.172 casos o paciente não resistiu

Após um dia sem notificação de mortes por coronavírus (devido à subnotificação de casos no fim de semana), o Rio Grande do Sul registrou nesta terça-feira 12 novas perdas humanas para a doença, que chegam a 39.172 em 25 meses desde a chegada da pandemia ao Estado. O boletim da Secretaria da Saúde também adicionou 2.711 testes positivos, ampliando para 2,3 milhões o número oficial de contágios.

Os óbitos mais recentes abrangem uma faixa etária de 46 a 100 anos, com predomínio quase que total de idosos (11 das 12 vítimas) e são listados a seguir, em um perfil resumido (cidade de residência, gênero e idade).

– Santa Maria (mulher, 46 anos);
– Caxias do Sul (mulher, 65 anos);
– Novo Hamburgo (homem, 65 anos);
– Novo Hamburgo (homem, 71 anos);
– Pelotas (homem, 74 anos);
– Santana do Livramento (homem, 75 anos);
– Dom Pedrito (homem, 79 anos);
– Mata (homem, 80 anos);
– Caxias do Sul (homem, 82 anos);
– Taquara (homem, 85 anos);
– Porto Alegre (homem, 86 anos);
– Santa Maria (mulher, 100 anos).

Somente uma dentre todas as 497 cidades gaúchas ainda não registra qualquer óbito por covid. É Novo Tiradentes, localizada na Região Norte do Estado e que desde o início da pandemia (março de 2020) acumula 422 testes positivos, dos quais apenas um consta no relatório desta terça-feira.

No que diz respeito ao número geral de casos conhecidos, é importante fazer a ressalva de que a lista abrange indivíduos que se infectaram mais de uma vez, em momentos diferentes. Não há, porém, um detalhamento oficial sobre quantas pessoas se enquadram em tal situação.

Essas e outras informações podem ser conferidas no portal ti.saude.rs.gov.br, bem como em outras plataformas e redes sociais do governo gaúcho. Os dados estão sempre sujeitos a eventual atraso na atualização, mas proporcionam confiabilidade e passam por revisões constantes.

Outros indicadores

Dentre os registros de contágio conhecidos até agora no Rio Grande do Sul, em mais de 2,25 milhões (98% do total) o paciente já se recuperou. Outros 9.082 (menos de 1%) são considerados casos ativos (em andamento).

Esse contingente abrange desde os  indivíduos assintomáticos que permanecem em quarentena domiciliar até pacientes graves internados em unidades de terapia intensiva nos hospitais.

A taxa média de ocupação em tal de estrutura por adultos, aliás, estava em 65,9% no início da noite (contra 65,4% e 66,6% nos dois boletins anteriores), de acordo com o painel de monitoramento covid.saude.rs.gov.br. Esse índice resulta da proporção de 1.716 pacientes para 2.602 leitos da modalidade em todo o Estado.

Já as internações por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) associada à covid chegam a 122.700 (5% do total de testes positivos). O número diz respeito aos registros desde março de 2020, primeiro mês da pandemia no Rio Grande do Sul.

(Marcello Campos)

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Líder do União Brasil diz que Luciano Bivar será pré-candidato à Presidência
Lula fala em criar um ministério para tratar das questões indígenas se for eleito presidente
Deixe seu comentário

No Ar: Show Da Manhã