Quinta-feira, 18 de julho de 2024

Quinta-feira, 18 de julho de 2024

Voltar Panetone ou chocotone? Ambos são calóricos e exigem cautela

Amenos de 20 dias para o Natal, a expectativa para a ceia aumenta, principalmente para a hora da sobremesa. Entre pavês e rabanadas, os panetones são queridinhos, mas envolvidos em polêmicas: com ou sem chocolate? De acordo com um levantamento realizado pelo iFood, seis em cada dez brasileiros optam pelo doce tradicional: o bolo na versão com frutas cristalizadas.

O panetone surgiu nos anos 1400 na Itália, onde a receita original é protegida por lei. Inicialmente, o doce era um pão recheado que se assemelhava ao bolo inglês, com uma massa repleta de ovos e manteiga. A nutricionista Priscilla Primi explica que, com o passar do tempo, a receita sofreu alterações.

“As receitas foram ganhando mais ingredientes e, hoje, a versão que conhecemos nada parece com um pão e é bem mais próxima a um bolo. Atualmente, também existe uma grande variedade de sabores e recheios, como doce de leite, pistache e goiabada”, conta.

A chegada do panetone ao Brasil coincide com a Segunda Guerra Mundial, quando os imigrantes italianos vieram para o país. Por ser uma receita tradicionalmente natalina e querida, ela foi repassada entre gerações, após a instalação das colônias italianas.

Segundo Primi, o chocotone é a segunda versão mais popular e a principal diferença da receita original é a substituição das frutas por gotas de chocolate. Quem pensa que a opção tradicional é mais saudável se engana, já que os valores calóricos das sobremesas são semelhantes.

“A massa é, basicamente, a mesma, mas o chocotone tem mais gordura, por conta do chocolate. Ambos são sobremesas bastante calóricas, ricas em gordura e em açúcar, já que se trata de produtos ultraprocessados.”

A nutricionista reforça que a receita com frutas não é mais saudável, já que elas são cristalizadas com açúcar, o que agrega um grande valor calórico. Além disso, Primi chama a atenção para os doces recheados, que devem ser consumidos com cautela.

“Os panetones e chocotones recheados são muito mais ricos em calorias, gorduras saturadas e açúcares. O ideal é que se coma as opções mais simples, com gotas de chocolate ou com frutas cristalizadas”, indica.

Para ela, o panetone é um doce tradicional das festas de fim de ano e este é o momento de aproveitar, mas sem exageros. “Não precisa comer um panetone inteiro de uma vez. Este período é uma boa oportunidade para se comer mesmo. Temos que festejar, mas comer uma fatia é suficiente”, diz.

Outra dica da nutricionista é que a preferência seja dada para fornecedores ou produtores que usem produtos de qualidade. Apesar de mais caros, os doces têm menos aditivos alimentares, por isso compensam.

“Há chocotones feitos com chocolate com porcentagem de cacau maior, sem gordura trans. Quanto mais artesanal for o panetone, melhor é a sua qualidade nutricional, porque ele deve ter menos conservantes e aromatizantes. Apesar de serem mais caros, eles têm mais qualidade nutricional.”

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Deixe seu comentário

No Ar: Show Da Manhã