Terça-feira, 23 de julho de 2024

Terça-feira, 23 de julho de 2024

Voltar O Guaíba vai subir neste começo de semana com Vento Sul

O Guaíba segue alto e pouco mudou entre o sábado (22) e a sexta-feira (21). A tendência, de acordo com o MetSul Meteorologia é de elevação no começo da semana por um episódio de vento do quadrante Sul sobre a Lagoa dos Patos que favorecerá o represamento do escoamento das águas.

Uma massa de ar frio vai ingressar no começo da semana no Rio Grande do Sul e sua influência será maior na Metade Sul do Estado com queda acentuada da temperatura e rotação do vento para Sul. O vento vai virar para o Sul no Norte da Lagoa dos Patos a partir do final do domingo (23) e vai se manter de Sul ainda durante a segunda (24) e parte da terça-feira (25).

A intensidade do vento sobre a lagoa será moderada e por vezes forte com rajadas acima de 50 km/h. Com isso, haverá o represamento das águas e uma consequente elevação do nível do Guaíba, que se manterá alto no decorrer da semana, com alagamentos em parte das ilhas da capital.

Régua eletrônica

O vento costuma aumentar o Guaíba em cerca de 20 a 40 centímetros. Conforme dados da régua eletrônica de medição da empresa TideSat, instalada no Cais Mauá, o nível do Guaíba no começo da manhã desse sábado (22) estava em 2,59 metros com alta na madrugada. A marca é elevada, uma vez que o nível médio histórico de junho do Guaíba é de 1,02 metro, e está apenas a 40 centímetros da cota de transbordamento no cais de 3 metros.

O valor, entretanto, está muitíssimo abaixo do pico de mais de 5 metros da cheia do começo de maio. O aumento do nível do Guaíba decorreu no momento inicial, entre segunda (17) e terça (18), da chegada da vazão do Rio Taquari, que passou dos 24 metros em Estrela na noite da segunda-feira (17).

Com a diminuição da vazão do Taquari, o Guaíba parou de subir forte. O nível, entretanto, segue elevado porque a vazão do Jacuí, Sinos, Gravataí e Sinos que chega no Guaíba permanece elevada. O nível do Jacuí estava em 10,30 metros no começo da manhã desse sábado na régua da cidade de Rio Pardo, cerca de 80 centímetros a mais do que ontem na mesma hora.

Choveu forte na sexta-feira (21) na parte intermediária da bacia com acumulados acima de 50 milímetros no Centro do RS. Já o Rio dos Sinos, em São Leopoldo,  encontrava-se na manhã de hoje estabilizado em 5,16 metros. Já o  Gravataí estava na manhã de sábado em 4,72 metros e subia ainda, mas muito lentamente.

Conforme o MetSul, o risco maior é para as ilhas, que já voltam a sofrer com alagamentos, mas não são esperados os índices de maio. Com novos dados de rios e de chuvas, o instituto poderá ter uma ideia mais precisa sobre os riscos do Guaíba com o vento Sul do começo da semana.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Deixe seu comentário

No Ar: Show Da Manhã