Domingo, 23 de junho de 2024

Domingo, 23 de junho de 2024

Voltar Nasa faz testes para pousar na lua de Júpiter

A Europa, lua de Júpiter, pode ser um dos mais interessantes lugares de nosso Sistema Solar. Os astrônomos acreditam que ela abriga um mar em seu subsolo com o dobro do volume de todos os oceanos terrestres combinados.

Por conta disso, a Europa pode representar uma das melhores chances de encontrar vida. Tendo isso em mente, em agosto, os engenheiros do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA na Califórnia testaram um sistema de aterrissagem para uma possível futura missão à Europa.

Esperam-se diversos desafios quando uma espaçonave lá chegar, assim como em todos os pontos hostis de nosso cosmos; O terreno escarpado, íngreme da Europa pode tornar a condução por lá difícil, eventualmente podendo causar o tombamento, ou, até mesmo, danificar a espaçonave.

Para evitar problemas assim, rovers que já desembarcaram em Marte no passado, como Sojourner, Spirit e Opportunity, utilizaram um sistema de airbags para proteção durante o pouso; Tais airbags inflaram conforme suas respectivas naves pousaram e permitiram aos rovers a saltar como bolas até se posicionarem direito;

Rovers que vieram depois, como o Curiosity e o Perseverance, utilizaram um sistema “guindaste” no qual os módulos de pouso são baixados gentilmente na superfície marciana por plataforma separada.

Para um módulo de pouso para a Europa, os engenheiros testaram algo similar ao mecanismo usado em Marte. Esse mecanismo baixou devagar uma espaçonave com quatro pernas largas, cada uma com um “joelho” e a “articulação” do “quadril” disposto em um terreno construído para simular o que pode ser encontrado na Europa.

Conforme a nave se aproximou da superfície, suas pernas, cada uma de forma individual, encontrou o chão, flexionando-se e ajustando-se como necessário para manter o rover, então posicionado entre as pernas, estável.

Na ensolarada Califórnia, mais especificamente no Sul, os engenheiros baixaram o módulo-teste em vários itens, como grandes blocos de madeiras, pedras e uma bola de exercícios. A ideia era ver como o “guindaste” aéreo se saía nas situações mais adversas.

Construção do módulo

O módulo de pouso é construído de modo a interromper a descida quando a “barriga” da espaçonave (área na parte inferior da espaçonave entre as pernas) encontra qualquer terreno.

Essa função deve travar as pernas, mantendo-a nivelada. Caso a barriga nunca encontre o terreno em período definido, as pernas travariam de qualquer forma para suspender o módulo de pouso de forma segura acima de qualquer terreno abaixo, segundo o Space.com.

Missão Europa Clipper

A NASA está preparando a missão Europa Clipper, que será lançada em 6 de outubro do ano que vem e que deve chegar à lua de Júpiter em 2030. Ela vai sobrevoar o satélite natural do planeta, mas ainda não é garantido seu pouso na lua gelada, porém, é algo altamente aguardado.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Deixe seu comentário

No Ar: Show Da Manhã