Quinta-feira, 30 de maio de 2024

Quinta-feira, 30 de maio de 2024

Voltar Na vida real, Alec Baldwin e outros três podem enfrentar julgamento por morte de diretora em set de filmagem

O ator Alec Baldwin e outras três pessoas podem ser levados a julgamento na justiça do Novo México, nos Estados Unidos, pela morte da diretora de fotografia do filme “Rust”, Halyna Hutchins. Esta semana, a promotoria que investiga o caso solicitou um orçamento de mais de US$ 600 mil para que a procuradoria dê continuidade às acusações, informou o The New York Times.

De acordo com o jornal, o dinheiro seria usado para cobrir os custos do processo, uma vez que o escritório precisar contratar um promotor dedicado ao caso em tempo integral, além de um investigador especial, um oficial de informação pública, um paralegal e vários especialistas.

Um documento anexado ao pedido de financiamento dizia que “um dos possíveis réus é o conhecido ator de cinema Alec Baldwin”.

Em uma reunião do Conselho Fiscal do Novo México, na semana passada, a promotora distrital Mary Carmack-Altwies afirmou que “potencialmente, de uma a quatro pessoas receberiam acusações criminais” pelo episódio, caso elas sejam justificadas . Segundo a magistrada, “cada uma dessas acusações, provavelmente, incluirá alguma variação do nosso estatuto de homicídio”.

Carmack-Altwies disse ainda que esperava que essas descobertas chegassem dentro de dias ou semanas.

Hutchins morreu em outubro do ano passado, aos 42 anos, no set de filmagem de “Rust”. No incidente, Baldwin disparou uma arma cenográfica sobre a cineasta. O diretor do filme, Joel Souza, também ficou ferido durante o episódio.

O advogado de Baldwin, Luke Nikas, alegou em um comunicado que a promotora do caso deixou claro não ter tomado nenhuma decisão sobre quem pode ou não ser acusado na história. De acordo com a defesa, “seria prematuro discutir o caso, porque eles ainda não revisaram o arquivo ou deliberaram sobre sua decisão de cobrança”.

Nikas defendeu ainda que “o escritório do promotor deve ter espaço para revisar este assunto sem especulações e insinuações infundadas”.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Deixe seu comentário

No Ar: Show da Tarde