Segunda-feira, 24 de junho de 2024

Segunda-feira, 24 de junho de 2024

Voltar Na China, comitiva gaúcha apresenta potenciais do Estado nos setores de proteína animal e energias renováveis

No primeiro dia da missão oficial do governo do RS em Pequim, na China, o vice-governador Gabriel Souza, que lidera a comitiva gaúcha composta por representantes do Executivo, Legislativo e da iniciativa privada, apresentou nesta segunda-feira (27) os potenciais do Estado para investimentos, em especial nas áreas de proteína animal e energias renováveis.

“Iniciamos as nossas agendas na capital chinesa com a expectativa de que possamos ampliar as nossas relações de negócios com o país, nosso maior parceiro comercial, com quase US$ 5 bilhões em produtos gaúchos vendidos anualmente”, afirmou Gabriel. Desde 2008, a China é o principal destino das exportações do RS.

Em reuniões com empresas do setor agrícola, Gabriel detalhou as características geográficas do RS, potencialidades e áreas estratégicas do Estado. Ele destacou a qualidade da genética do rebanho gaúcho e a segurança sanitária como dois diferenciais importantes para fortalecer e aumentar o comércio bilateral.

A delegação também participou do 1º Seminário do Desenvolvimento Sustentável de Cadeias Comerciais Internacionais e 3º Seminário de Cooperação na Cadeia de Abastecimento Alimentar e Pecuária China-Brasil.

“Desde 2021, somos zona livre de febre aftosa sem vacinação, e a China ainda não reconheceu o Estado como tal. Precisamos muito desse reconhecimento para que possamos aumentar ainda mais as nossas vendas, em especial de carne bovina com osso e de miúdos”, destacou o vice-governador.

“A importância do Estado estar em solo chinês para apresentação técnica dos nossos produtos e diálogo com investidores amplia a possibilidade de avançar no pleito gaúcho que buscamos viabilizar com essa delegação. Pretendemos organizar uma missão por ano para a China, que é nosso principal parceiro comercial, e temos interesse em potencializar as exportações para o país asiático”, disse o titular da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ernani Polo.

Termos de cooperação

Dois termos de cooperação também foram assinados nesta segunda. Um deles com a China Entry-Exit Inspection and Quarantine Association (CIQA) e outro com a Harbin Eletric Corporaiton. O objetivo é promover a cooperação prática entre as partes no comércio, investimento, indústria e outros campos relacionados e estabelecer um mecanismo de cooperação regular dentro das legislações jurídicas e comerciais de cada país.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Deixe seu comentário

No Ar: