Terça-feira, 23 de julho de 2024

Terça-feira, 23 de julho de 2024

Voltar Ministro da Fazenda diz ter discutido parcelamento de compras por Pix em reunião com o presidente do Banco Central

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, afirmou nesta terça-feira (4) que conversou com o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, sobre a possibilidade de parcelamento de operações feitas no débito com utilização do PIX.

A possibilidade de parcelamento via PIX foi discutida entre Haddad e Campos Neto nesta segunda-feira (3), quando eles tiveram uma reunião no Ministério da Fazenda. Outros assuntos também foram tratados, segundo Haddad.

Para o titular da Fazenda, o parcelamento de compras com o PIX pode melhorar as condições de crédito no país.

“Falava ontem com Roberto Campos Neto sobre o parcelamento de débito pelo PIX que pode ser uma grande inovação do nosso sistema bancário, você parcelar usando essa ferramenta e melhorando as condições de competitividade, de crédito no país”, afirmou Haddad durante evento promovido por um banco nesta terça.

O Banco Central, dentro da sua agenda de inovação, já estudar formas de incluir no sistema do PIX a possibilidade de parcelamento. Porém, não há uma data prevista.

Inovações

Em mais de dois anos desde o seu lançamento, o PIX já passou por algumas inovações.

Entre elas, o PIX Saque – que permite o saque em dinheiro em estabelecimentos comerciais – e o PIX Troco – que também permite o saque, mas associado a uma compra ou à prestação de um serviço.

O Banco Central também estuda outras inovações, como PIX em operações internacionais e pagamentos por aproximação usando somente o PIX.

Sistema

O Pix é o sistema de pagamentos instantâneos criado pelo Banco Central. Sua proposta é ser um meio de pagamento mais seguro, competitivo e rápido.

Na prática, entre suas várias funcionalidades, ele permite fazer transferências e pagamentos em até dez segundos, sendo que essas transações podem acontecer 24 horas por dia, em todos os dias do ano, inclusive nos finais de semana e feriados.

Ele também permite fazer transferências digitando apenas o celular ou CPF da pessoa que vai receber o valor, eliminando a necessidade de digitar todos os dados da conta.

Com o Pix, também será possível fazer pagamentos em tempo real a lojas, restaurantes e outros estabelecimentos comerciais, além de quitar contas de água e luz, e até recolher impostos.

A principal característica do Pix é sua instantaneidade. Se uma TED ou um DOC podem levar horas ou até dias para acontecer, a depender do horário, com o Pix a movimentação financeira será imediata. Em até dez segundos o recebedor tem o dinheiro em sua conta.

Com o Pix, os intermediários entre as contas deixam de ser necessários. Da conta de origem o dinheiro vai direto para a conta destino – em segundos.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Deixe seu comentário

No Ar: Show Da Manhã