Quinta-feira, 30 de junho de 2022

Quinta-feira, 30 de junho de 2022

Voltar Mais de 30 mil crianças estão com a segunda dose contra o coronavírus em atraso em Porto Alegre

Pais e responsáveis devem ficar atentos e verificar carteira de vacinação de crianças de 5 a 11 anos para conferir a data de aplicação da segunda dose contra a Covid-19, completando o esquema vacinal.

Consulta ao Sipni (Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações) mostra que, até a última quinta-feira (31 de março), 30.878 crianças estavam com a segunda dose em atraso em Porto Alegre, sendo 24.715 de CoronaVac e 6.163 da vacina pediátrica da Pfizer.

A diretora de Atenção Primária da Secretaria Municipal de Saúde, Caroline Schirmer, reforça a importância de completar o esquema vacinal. “A imunização está disponível em mais de 20 unidades de saúde, para facilitar o acesso à vacina, inclusive com serviços abertos aos sábados”, informa Caroline. “Por isso, a atenção dos pais ou responsáveis é muito importante para dar mais proteção às crianças contra a doença”, avalia.

A primeira dose de CoronaVac segue disponível para todas as crianças de seis a 11 anos, exceto as imunocomprometidas, em 23 unidades de saúde e na unidade móvel, que está na Escola Oscar Schmidt, no bairro Arquipélago, das 9h às 15h. A segunda dose do imunizante será aplicada nos mesmos locais, em crianças vacinadas até 8 de março (28 dias).

Já a primeira dose da vacina pediátrica da Pfizer é oferecida em 13 unidades de saúde para todas as crianças de cinco a 11 anos. A segunda dose do imunizante está disponível para vacinados até 8 de fevereiro (oito semanas), nos mesmos locais.

Agendamento da vacinação infantil

Também é possível agendar a imunização no app 156+POA para o período noturno. A primeira e segunda doses da vacina da Pfizer é oferecida para crianças de cinco a 11 anos nas unidades Morro Santana e Diretor Pestana, das 18h às 21h. Já a primeira e segunda doses de CoronaVac, para crianças de seis a 11 anos, exceto imunocomprometidas, está na unidade Morro Santana, no mesmo horário.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Sem vacina acessível, casos de dengue disparam 35% no Brasil
Presidente da Ucrânia pede garantias de proteção no Conselho de Segurança da ONU
Deixe seu comentário

No Ar: Caiçara Confidencial