Domingo, 23 de junho de 2024

Domingo, 23 de junho de 2024

Voltar Mais de 104 mil endereços no RS continuam sem luz

Balanço atualizado na noite dessa segunda-feira (27) pela Defesa Civil Estadual informa que mais de 104 mil endereços do Rio Grande do Sul continuam sem energia elétrica por causa das enchentes das últimas semanas. A estatística abrange 57,3 mil pontos atendidos pela concessionária RGE-Sul e 47,2 mil na área da CEEE-Equatorial (incluindo Porto Alegre), com base em informações prestadas pelas próprias empresas.

Já no que se refere a telefonia e internet, apenas um dos 497 municípios gaúchos ainda não foi reconectado – o boletim não informa a localização, embora detalhe tratar-se de área de atuação da empresa Vivo. No que se refere ao abastecimento de água, a Corsan informa que os serviços estão normalizados.

Ao menos 469 dos 497 municípios (94,3%) registram danos e prejuízos. O levantamento inclui o impacto à mobilidade rodoviária, no momento com bloqueios parciais ou totais em 61 trechos de 36 estradas estaduais ou federais.

O Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre, continua com operações suspensas por tempo indeterminado. Durante essa paralisação, embarques e desembarques de voos comerciais são realizados na Base Aérea da cidade vizinha de Canoas, incluindo viagens para São Paulo e Campinas (SP).

Já as unidades administradas pelo governo gaúcho funcionam normalmente – Canela, Capão da Canoa, Carazinho, Erechim, Passo Fundo, Rio Grande, Santo Ângelo e Torres. O mesmo vale para as administradas pelas prefeituras de Caxias do Sul e Santa Cruz do Sul e pela concessionária CCR (Bagé, Pelotas e Uruguaiana).

Perdas humanas

O boletim manteve em 169 as mortes causadas pelas enchentes que atingem o Rio Grande do Sul nas últimas semanas. Já o número de desaparecidos caiu de 59 para 56, ao passo que  e mais de 637 mil gaúchos permanecem fora de casa (quase 56 mil em abrigos públicos). Os resgates, por sua vez, abrangem cerca de 77,7 mil pessoas e 12,5 mil animais.

As operações de apoio, por sua vez, contam no momento com um efetivo superior a 28,1 mil profissionais de segurança e salvamento, além de milhares de voluntários. Reforçam a logística quase 4,1 mil viaturas, 14 aeronaves (aviões e helicópteros) e 208 embarcações náuticas.

Dentre perdas humanas e materiais, mais de 2,34 milhões dos 11,3 milhões de habitantes (20,7%) do Estado tiveram suas vidas afetadas de algum modo pela tragédia climática.

Envio de alertas

Qualquer cidadão pode se cadastrar para recebimento de alertas meteorológicos da Defesa Civil Estadual. Para isso, é necessário enviar o CEP da localidade por mensagem SMS para o número 40199. Em seguida, uma confirmação é enviada, habilitando o envio dos avisos.

Também é possível se cadastrar por meio do aplicativo whatsapp. A adesão exige o registro pelo telefone (61) 2034-4611. Inicia-se então o contato por meio de um robô de atendimento, digitando-se apenas “Oi”. Após a primeira interação, o usuário pode compartilhar sua localização atual ou qualquer outra do seu interesse para começar a receber as mensagens.

(Marcello Campos)

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Deixe seu comentário

No Ar: Show Da Manhã