Quinta-feira, 18 de julho de 2024

Quinta-feira, 18 de julho de 2024

Voltar Lula se reúne em Brasília com família de brasileiro desaparecido no conflito entre Israel e Hamas

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu em Brasília, na tarde desta segunda-feira (11), a família do brasileiro Michel Nisenbaum, desaparecido em Israel desde os ataques do Hamas, no dia 7 de outubro.

Nisembaum é natural de Niterói (RJ) e se mudou para Israel há 35 anos. Ele vivia em Sderot, que fica perto da Faixa de Gaza.

“Recebi hoje, no Palácio do Planalto, Mary Shohat e Hen Mahluf, a irmã e a filha de Michel Nisembaum, brasileiro sequestrado pelo Hamas. Expressei minha solidariedade e falei dos esforços que o governo brasileiro têm feito, junto aos países da região, para a libertação dos reféns. É uma questão humanitária que precisar estar acima de qualquer conflito. O Brasil segue defendendo a paz e que os civis não sofram as consequências da guerra”, escreveu Lula no X, antigo Twitter.

O convite para o encontro foi feito pelo senador e líder do governo no Senado Jaques Wagner (PT-BA) durante sessão especial da Casa para tratar sobre o conflito entre Israel e o grupo palestino. A intenção de receber a família de Nisenbaum foi anunciada pelo presidente em reunião com líderes do Congresso.

Em outubro, o Ministério de Relações Exteriores confirmou que Nisenbaum estava entre os desaparecidos do ataque terrorista do Hamas contra Israel em 7 de outubro. Em novembro, a Embaixada do Brasil em Tel Aviv (Israel) informou que o embaixador Frederico Meyer se encontrou com a irmã do “único brasileiro refém em Gaza”.

Na imagem publicada nas redes sociais, uma das irmãs de Michel aparece vestindo uma camiseta com o rosto do brasileiro e a legenda “Bring Michel home now”, traduzido para: “Tragam Michel para casa agora”. Desde então, o Itamaraty tem intensificado as negociações para encontrar uma saída para o imbróglio.

O brasileiro tem duas filhas e cinco netos em Israel. Conforme relato de parentes, no dia do ataque do grupo palestino, ele estava falando com um familiar no telefone quando a ligação foi interrompida. Os familiares retornaram a ligação e, segundo relatam, um voz masculina respondeu apenas com a palavra “Hamas” em árabe.

Os familiares acham que Michel foi sequestrado e citam como uma evidência um vídeo circulado pelo Hamas exibindo pertences de israelenses sequestrados. Nessas imagens, seria possível identificar a carteira de Michel.

O Itamaraty informou que Michel tem dupla cidadania e é tratado pelas autoridades brasileiras como desaparecido.

 

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Deixe seu comentário

No Ar: Clube do Ouvinte