Segunda-feira, 22 de julho de 2024

Segunda-feira, 22 de julho de 2024

Voltar Líder da oposição russa Aleksei Navalni foi transferido para uma prisão remota no Ártico

Líder da oposição russa, Aleksei Navalni foi transferido para uma prisão remota no Ártico. A inforção foi divulgada nessa segunda-feira (25), encerrando um mistério de 20 dias sobre seu paradeiro que fez muitos apoiadores temerem o pior. “Ele está bem. Seu advogado o viu hoje (ontem)”, disse a porta-voz Kira Yarmysh nas redes sociais.

O anúncio marcou o fim de uma busca frenética no vasto sistema prisional da Rússia por Navalni, que desapareceu no dia 5. Seus aliados exilados disseram que o encontraram na remota colônia penal no Ártico depois de enviar mais de 600 solicitações a prisões e outras agências do governo.

O diretor da fundação anticorrupção de Navalni, Ivan Zhdanov, disse que os advogados do líder opositor examinaram todos os centros de detenção provisória. “Desde o início, ficou claro que o governo queria isolar Aleksei, especialmente antes das eleições”, disse Zhdanov, referindo-se à próxima eleição presidencial na Rússia, que se espera que o presidente Vladimir Putin vença.

Não houve resposta imediata do Kremlin à transferência de Navalni. Durante toda a sua ausência dos olhos do público, o governo russo foi indiferente ao seu paradeiro.

Ameaça

Ao longo da última década, Navalni foi o único político da oposição que representou um sério desafio ao monopólio de Putin sobre o cenário político do país. Ele construiu uma organização política robusta com escritórios em todo o país e atraiu milhares para os seus comícios anti-Kremlin. Nos últimos anos, o governo russo não mediu esforços para desmantelar a infraestrutura que havia criado. Muitos dos seus aliados tiveram de fugir da Rússia ou foram presos.

A nova colônia penal de Navalni, oficialmente conhecida como IK-3 Polar Wolf, fica no assentamento de Kharp e está entre as prisões mais duras e remotas da Rússia. Os presos enfrentam invernos longos, escuros e frios, bem como nuvens de mosquitos no verão.

A prisão anterior de Navalni, na cidade de Melekhovo, ficava apenas 250 km de Moscou e seus advogados poderiam chegar até lá numa questão de horas. Em contraste, a nova prisão fica a cerca de 2 mil km da capital. Um trem para Kharp sai de Moscou a cada dois dias e leva 44 horas para chegar.

Navalni está sob custódia na Rússia desde a sua detenção em janeiro de 2021 depois de passar meses na Alemanha para se recuperar de um envenenamento. Navalni e os governos ocidentais acusaram o Kremlin, o que as autoridades russas negaram.

Desde então, as autoridades apresentaram uma série de acusações contra ele. Navalni é atualmente réu em 14 processos criminais e pode enfrentar sentenças de até 35 anos de prisão.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Deixe seu comentário

No Ar: Show Da Madrugada