Terça-feira, 28 de maio de 2024

Terça-feira, 28 de maio de 2024

Voltar Justiça manda soltar fazendeiro que teria ameaçado dar tiro em Lula no Pará

A Justiça concedeu liberdade provisória ao fazendeiro que havia sido preso pela PF (Polícia Federal) em Santarém, no Oeste do Pará, na quinta-feira (3), por ter ameaçado dar um tiro na barriga do presidente Lula.

Na sexta-feira (4), acompanhado por advogados, Arilson Strapasson participou de uma audiência de custódia na sede da Justiça Federal na cidade. A juíza Mônica Guimarães determinou como medida cautelar que o fazendeiro não se aproxime do balneário de Alter do Chão pelos próximos dez dias. Lula visita a região neste fim de semana.

De acordo com o advogado Renato Martins, Arilson tem casas em Alter do Chão e na região do Chapadão. Os imóveis foram alvo de busca e apreensão na manhã de sexta, durante uma operação da PF.

“A Justiça entendeu que não havia motivo para manter a prisão porque não houve comprovação de que meu cliente tenha, de fato, feito a ameaça de atirar no presidente. O que houve foi uma denúncia que deverá ser investigada”, disse o advogado.

A PF informou que o homem teria feito a ameaça a Lula enquanto realizava compras em uma loja de bebidas na quarta-feira (2). Ele teria dito a um grupo de pessoas que daria um tiro na barriga do presidente e perguntado aos presentes se sabiam onde o petista se hospedaria.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Deixe seu comentário

No Ar: Caiçara Confidencial