Quinta-feira, 30 de maio de 2024

Quinta-feira, 30 de maio de 2024

Voltar Japão vence a Noruega por 3 a 1 e garante a classificação para as quartas de final da Copa Feminina

O Japão segue embalado no sonho de conquistar a Copa do Mundo Feminina pela segunda vez. Destaque na fase de grupos, a equipe asiática teve mais uma boa atuação e venceu a Noruega por 3 a 1, na manhã deste sábado (5), em Wellington, na Nova Zelândia.

A meia Miyazawa, artilheira do Mundial, marcou mais uma vez e ajudou a construir o placar, que também teve um gol de Shimizu e um contra de Eden. Reiten marcou para as norueguesas.

A vitória levou o Japão para as quartas de final da Copa do Mundo, mantendo os 100% de aproveitamento. O time controlou as ações ofensivas no começo do jogo e conseguiu abrir o placar aos 15 minutos, com uma contribuição norueguesa. Miyazawa fez levantamento pela esquerda, procurando Fujino, e a meia Syrstad Engen apareceu para tentar interceptar. Porém, ao buscar o corte, a meia norueguesa acabou desviando a bola para o próprio gol.

Só que as norueguesas reagiram rapidamente, empatando aos 19 minutos. Risa recebeu na direita, foi à linha de fundo e cruzou na direção de Reiten, que subiu e cabeceou bem para estufar as redes. As japonesas seguiram na pressão e desperdiçaram chances de voltar à frente no placar ainda no primeiro tempo.

Logo no começo da etapa final, entretanto, veio o segundo gol nipônico. Aos 4 minutos, o Japão chegou trocando passes na área, e Hasegawa tentou o chute, que foi travado. Boe Risa pegou a sobra e tentou sair jogando curto, entregando a bola para Shimizu, que não desperdiçou a chance dentro da área: 2 a 1.

A craque Ada Hegerberg, Bola de Ouro em 2018, só foi colocada em campo aos 29 minutos e teve impacto imediato, com a Noruega crescendo e criando as chances mais concretas no segundo tempo. Mas foi justamente neste momento que as japonesas mataram o confronto, aos 35: Fujino carregou bem pelo meio e deu belo lançamento para Miyazawa, que saiu livre nas costas da zaga e bateu na saída da goleira Mikalsen.

Esse foi o quinto gol de Miyazawa na Copa do Mundo Feminina de 2023, na qual a japonesa é a artilheira isolada, com um gol a mais do que a alemã Popp, já eliminada. Ela também chegou a uma marca histórica, se tornando a maior artilheira da seleção japonesa em uma única edição do Mundial, igualando Homare Sawa, que fez cinco gols em 2011, quando o Japão foi campeão.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Deixe seu comentário

No Ar: Show da Tarde