Quinta-feira, 26 de maio de 2022

Quinta-feira, 26 de maio de 2022

Voltar Guerra na Ucrânia fez 12,7 milhões de pessoas saírem de casa, diz ONU

A ONU informou nesta quinta-feira (21) que as pessoas que abandonaram suas casas na Ucrânia como resultado da invasão russa somam 12,7 milhões, incluindo 5 milhões de refugiados em outros países e 7,7 milhões de deslocados internos no território ucraniano.

A OIM (Organização Internacional para as Migrações) elevou hoje o número de deslocados internos para 7,7 milhões, 600 mil a mais do que em sua estimativa anterior, em 1º de abril, enquanto a Acnur (Agência das Nações Unidas para os Refugiados) calculou o número de refugiados em 5,08 milhões, 50 mil a mais do que ontem.

Os números supõem que um sexto da população ucraniana está deslocada internamente e mais de um décimo refugiada em outros países, um êxodo que não é conhecido no continente europeu desde o final da Segunda Guerra Mundial.

Segundo a OIM, pelo menos 60% dos deslocados internos na Ucrânia são mulheres e mais da metade desse grupo, especialmente no leste do país, tem problemas para encontrar alimentos.

A obtenção de dinheiro é a principal preocupação desses deslocados internos, seguida pelo acesso a medicamentos e equipamentos médicos, de acordo com estudo da OIM.

“Um cessar-fogo com fins humanitários é crucial para permitir a prestação de ajuda e o acesso às comunidades que são agora difíceis de alcançar”, disse o diretor-geral da OIM, António Vitorino, em comunicado.

Segundo a OIM, 15% dos deslocados internos planejam retornar às suas casas nas próximas duas semanas — principalmente localizadas na capital, Kiev, e outras áreas do norte do país —, enquanto 8% relataram que o conflito causou danos às suas casas.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Supremo avalia que terá de julgar perdão de Bolsonaro a Silveira
Saiba onde receber a vacina contra a Covid e gripe nesta sexta em Porto Alegre
Deixe seu comentário

No Ar: Caiçara Confidencial