Terça-feira, 23 de julho de 2024

Terça-feira, 23 de julho de 2024

Voltar Guardas municipais de Porto Alegre começam a usar câmeras em seus coletes

Quase uma semana após a conclusão de treinamento específico, agentes da Guarda Municipal de Porto Alegre começam a utilizar nesta segunda-feira (24) as câmeras corporais em seus coletes. São 160 dispositivos e oito centrais de carregamento, adquiridos pela Secretaria Municipal de Segurança (SMSeg) a um custo de R$ 623 mil para qualificar o policiamento ostensivo nas ruas.

Cada câmera permite dez horas de gravação contínua, em alta resolução e com recursos de infravermelho, visão noturna e geolocalização por meio de sistema GPS. Além da captação de imagens, são registrados áudios.

Não há transmissão em tempo real. As imagens obtidas dentro e fora das viaturas são armazenadas em servidores cujo acesso externo é restrito a situações onde for considerado necessário.

Trata-se de mais uma iniciativa do programa “POA Segura”, criado em 2021 para tornar mais eficazes as atividades do setor na capital gaúcha – também faz parte da estratégia a ampliação do Centro Integrado de Coordenação de Serviços (Ceic). O orçamento é de R$ 60 milhões, mediante empréstimo do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

“Essa novidade dá maior segurança aos guardas municipais, auxiliando também na transparência da corporação”, salienta o titular da SMSeg, Alexandre Aragon. “A implementação se dá após um longo período de estudos, durante o qual foram inclusive analidados exemplos bem sucedidos da câmera corporal em Estados como Santa Catarina e São Paulo.”

O treinamento operacional foi concluído na terça-feira passada (18). “Esse é mais um passo importante no fortalecimento da Guarda Municipal, que cresceu muito nos últimos anos e pode contribuir cada vez mais para a segurança de Porto Alegre”, acrescenta o comandante-geral da corporação, Marcelo Nascimento.

Foragido capturado

Agentes da corporação prenderam em flagrante na quinta-feira (20) um homem de 39 anos e que constava como foragido da Justiça. Ele foi abordado em terreno baldio na avenida Loureiro da Silva (bairro Cidade Baixa), quando uma equipe de patrulhamento preventivo se deslocava do Centro Histórico para o posto avançado da Guarda Municipal no Parque da Redenção.

Qualquer cidadão pode contribuir para a segurança da cidade, relatando ao telefone 153 ou aplicativo “156+POA” situações suspeitas ou ocorrências já em andamento – furto de fios elétricos, roubo de veículo, pichação e outros crimes. O atendimento é realizado a partir do Ceic-POA, que funciona 24 horas por dia e garante o sigilo do denunciante.

(Marcello Campos)

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Deixe seu comentário

No Ar: Show Da Manhã