Quarta-feira, 29 de maio de 2024

Quarta-feira, 29 de maio de 2024

Voltar Google demite funcionários em todo o mundo

Buscando cortar custos, o Google anunciou, na noite de quarta-feira (10), que demitiu funcionários em todo o mundo. A empresa informou ainda que vai desligar “centenas de pessoas” das suas unidades de assistente de voz (Google Assistente) e de realidade aumentada, além da equipe de hardware, responsável pelos celulares Pixel, linha Nest (alto-falante inteligente) e Fitbit (relógio inteligente).

Muitas funções na equipe central de engenharia também estão sendo afetadas, confirmou o gigante de buscas na internet. Além disso, os cofundadores da Fitbit, James Park e Eric Friedman, estão deixando a empresa. O Google comprou a Fitbit, que atua no ramo de monitoramento de saúde e condicionamento físico, por US$ 2,1 bilhões em 2021, mas continuou lançando versões de seu Pixel Watch, um produto que concorre com alguns dos dispositivos da Fitbit e também com o Apple Watch.

“Durante o segundo semestre de 2023, várias de nossas equipes fizeram mudanças para se tornarem mais eficientes e trabalharem melhor, além de alinharem seus recursos às suas maiores prioridades de produto. Algumas continuam a fazer esses tipos de mudanças organizacionais, que incluem eliminações de funções em todo o mundo”, disse um porta-voz do Google em um comunicado.

O número de funções que estão sendo afetadas não foi especificado. A reorganização de determinadas equipes ocorre em um momento em que empresas como a Microsoft, Meta (dona do Facebook, Instagram e WhatsApp) e Google apostam na crescente adoção da IA (inteligência artificial) generativa após o sucesso do ChatGPT, da OpenAI.

No ano passado, o Google anunciou planos para adicionar recursos de IA generativa ao seu assistente virtual. A IA permitiria que o assistente fizesse coisas como ajudar as pessoas a planejar uma viagem ou colocar os e-mails em dia e, em seguida, fazer perguntas de acompanhamento.

Em janeiro de 2023, a Alphabet anunciou planos para cortar 12 mil empregos, o equivalente a 6% da sua força de trabalho global. Em setembro de 2023, a Alphabet tinha 182.381 funcionários em todo o mundo.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Deixe seu comentário

No Ar: Show Da Manhã