Quinta-feira, 30 de maio de 2024

Quinta-feira, 30 de maio de 2024

Voltar Fotos de satélite mostram o furacão Ian avançando pelo Golfo do México

A trajetória do furacão Ian foi registrada pelo satélite GOES-16, operado pela NASA e pela Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA). As imagens da tempestade avançando pelas águas do Golfo do Méxicos e seguindo em direção ao litoral da Flórida foram capturadas nesta semana e são breves, mas mostram a dimensão do furacão e alguns raios próximos de seu olho.

O Ian surgiu como uma tempestade tropical no mar do Caribe, e não demorou muito até se tornar o furacão que chegou a Cuba nesta semana, acompanhando de chuvas fortes e ventos a mais de 190 km/h. Uma das imagens capturadas pelo GOES-16 mostra o furacão na região, junto de brilhos de cor lilás, vindos dos raios.

Outra imagem mostra com mais detalhes o furacão se aproximando da Flórida, com destaque para o olho dele, no centro. Esta é uma área circular em que os ventos sopram a cerca de 20 km/h, ou seja, são relativamente fracos quando comparados com os ventos do restante do furacão.

Os meteorologistas descrevem o furacão Ian como um “pesadelo”, já que, além dos fortes ventos e chuvas, ele vem se movendo lentamente por onde passa. Segundo o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos, o Ian deverá aumentar o nível do mar no litoral da Flórida em cinco metros.

Já o NOAA estima que a tempestade “deve trazer danos catastróficos causados pelo vento, ao longo do litoral sudoeste da Flórida”. As previsões apontam chuvas fortes em toda a península nesta quinta-feira (29), e devem ocorrer grandes inundações em diferentes áreas do estado.

O furacão Ian se aproximou da costa Sudoeste da Flórida, como uma poderosa tempestade de categoria 4. Mais de 2,5 milhões de pessoas foram aconselhadas a deixar o local, incluindo 1,75 milhão sob ordens de evacuação obrigatórias – não é pouca coisa em um estado com uma grande população idosa, alguns dos quais precisam ser removidos de centros de cuidados de longo prazo.

Atrasos

Devido às condições meteorológicas desfavoráveis causadas pelo furacão, a NASA reavaliou o cronograma de seus próximos lançamentos espaciais. Por isso, o foguete Space Launch System, que lançaria a missão Artemis I no início de outubro, foi levado de volta ao prédio Vehicle Assembly Building, onde ficará protegido por tempo ainda indeterminado.

Já o lançamento da missão Crew-5 à Estação Espacial Internacional foi adiado do dia 3 de outubro para 4 devido ao furacão. Tanto o foguete Falcon 9 quanto a cápsula Crew Dragon que será usada na missão seguem no interior do hangar da SpaceX, no Kennedy Space Center.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Deixe seu comentário

No Ar: Show da Tarde