Terça-feira, 28 de maio de 2024

Terça-feira, 28 de maio de 2024

Voltar Fora de campo: Neymar aproveita fim de ano e entra no ramo de cruzeiros temáticos

Neymar está lesionado desde outubro, quando rompeu o ligamento cruzado anterior e do menisco e precisou passar por cirurgia. Mas continua em evidência, por iniciativas fora do futebol. Na próxima semana, entre 26 e 29 de dezembro, ele será anfitrião do “Ney em Alto Mar”, um cruzeiro temático com embarque e desembarque no porto de Santos, litoral paulista, e previsão de uma parada em Búzios.

Segundo a organização do evento, serão três dias e três noites com entretenimento “non stop”, cassinos, lojas especializadas, boliche, sala de jogos, cinema 4D, parque aquático, academia, spa, espetáculos de teatro e diversas opções gastronômicas a bordo.

O cruzeiro promovido pelo jogador do Al-Hilal e da Seleção tem parceria com a empresa MSC Preziosa e receberá 28 atrações, entre shows e apresentações de comediantes, como Renato Albani, Victor Sarro e Thiago Ventura. Péricles e Belo são os cantores mais conhecidos que vão se apresentar no navio.

Neymar ainda vai jogar duas partidas de pôquer no navio com pessoas que compraram essa experiência no leilão que ele promoveu em julho. Uma partida foi vendida por R$ 300 mil; a outra, por R$ 700 mil. No leilão, também foi arrematada por R$ 120 mil uma cabine para dois no espaço yatch clube do cruzeiro.

A capacidade do navio é de 4.363 passageiros e a estimativa de especialistas de marketing é de que a arrecadação do cruzeiro possa chegar a R$ 15 milhões. “É muito importante a forma com que os atletas em atividade se comunicam com seus fãs. Um ponto de atenção para os produtos a serem criados é entender como eles querem ser vistos e lembrados”, diz Renê Salviano, CEO da Heatmap e especialista em marketing esportivo.

Marca

Neymar teve um ano ruim em campo, com desempenho mediano e lesões graves. Fora dele, acumulou controvérsias. Mesmo chamando mais atenção nos jornais pela postura de celebridade que adotou fora dos gramados do que com a bola nos pés, sua marca continua forte.

“Combinar turismo, diversão e entretenimento de qualidade costuma dar certo. Esse é mais um exemplo de como a marca ‘Neymar’ é potente e tem musculatura para desenvolver produtos e negócios em diversos segmentos”, afirma Armênio Neto, especialista em negócios do esporte e sócio-fundador da Let’s Goal. “Jogadores como Neymar fogem também das quatro linhas. O alcance de todas as suas ações e ativações atinge números impressionantes e deve ser bem explorado”, analisa Artur Mahmoud, diretor de negócios da agência End to End.

O pacote de menor valor do cruzeiro de Neymar prevê o pagamento de 12 parcelas de R$ 391,67 (R$ 4.700,04) por pessoa em cabine quádrupla interna e sem janela. Quem quiser a opção mais cara, para ficar em cabine dupla, externa e com varanda, terá de pagar 12 parcelas de R$ 575 (R$ 6.900). Em todos os casos, ainda há a obrigatoriedade do pagamento de R$ 860 referentes à taxa portuária.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Deixe seu comentário

No Ar: Caiçara Confidencial