Quinta-feira, 30 de maio de 2024

Quinta-feira, 30 de maio de 2024

Voltar “Enem dos Concursos”: governo amplia para 220 o número de cidades que vão aplicar provas

O governo detalhou na tarde desta quarta-feira (10) como será o Concurso Público Nacional Unificado (CPNU), conhecido como “Enem dos concursos”. Entre as novidades anunciadas, está o aumento do número de cidades em que as provas serão realizadas, de 217 passou a 220. Serão ofertadas 6.640 vagas de nível médio e superior em 21 órgãos do governo federal. As provas serão realizadas no dia 5 de maio.

Também foram divulgados os valores das taxas de inscrição, a reserva de vagas e como serão as provas, em 5 de maio. As inscrições começam em 19 de janeiro e seguem até 9 de fevereiro. A banca responsável pelo concurso é a Fundação Cesgranrio.

Os candidatos podem se inscrever nos seguintes blocos temáticos:

Infraestrutura, Exatas e Engenharias (727 vagas);
Tecnologia, Dados e Informação (597 vagas);
Ambiental, Agrário e Biológicas (530 vagas);
Trabalho e Saúde do Servidor (971 vagas);
Educação, Saúde, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (1.016 vagas);
Setores Econômicos e Regulação (359 vagas);
Gestão Governamental e Administração Pública (1.748 vagas);
Nível Intermediário (692 vagas);

Inscrição

As taxas de inscrição variam de R$ 60 para nível médio e R$ 90 para nível superior. Poderão pedir isenção da taxa inscritos no CadÚnico, doadores de medula óssea e quem for ou já tenha sido bolsista do Prouni ou Fies.

Os candidatos vão pagar uma única taxa para concorrer a quantas vagas quiser em diferentes órgãos federais, desde que sejam dentro de uma mesma área de atuação (bloco temático).

Do total de vagas, 5% serão reservadas para pessoas com deficiência (PCDs) e 20% para pessoas negras. Nos cargos da Funai, 30% das oportunidades serão destinadas para indígenas.

Para se inscrever, o candidato precisa ter uma conta no Gov.br, de qualquer nível (ouro, prata ou bronze). Ele deverá escolher o bloco temático e, depois, os cargos. Em seguida, ordenar a sua preferência entre os cargos e entre as especialidades.

Segundo o governo, o participante poderá escolher apenas um bloco temático no momento da inscrição. A aprovação ocorrerá conforme a indicação de preferência do candidato.

Provas

As provas serão aplicadas no dia 5 de maio em dois turnos:

Matutino (2h30 de prova)

Nível superior: provas objetivas de conhecimentos gerais (20 questões) + prova discursiva de conhecimentos específicos do bloco.
Nível médio: provas objetivas (20 questões) + redação.
Vespertino (3h30 de prova):

Nível superior: provas objetivas de conhecimentos específicos (50 questões).
Nível médio: provas objetivas (40 questões).
As avaliações são de caráter classificatório e eliminatório e contemplam a 1ª fase da primeira etapa do concurso unificado, que terá validade de 12 meses.

As demais fases são:

perícia médica (avaliação biopsicossocial) para a reserva de vagas das pessoas com deficiência;
procedimento de verificação da condição declarada para as pessoas negras;
e procedimento de verificação documental complementar para indígenas.
Além disso, para alguns cargos, haverá uma segunda etapa, de avaliação de títulos.

 

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Deixe seu comentário

No Ar: Show da Tarde