Segunda-feira, 16 de maio de 2022

Segunda-feira, 16 de maio de 2022

Voltar Embaixada da Ucrânia no Brasil quer marcar reunião com Lula após declarações sobre a guerra com a Rússia

A embaixada da Ucrânia no Brasil informou que deseja marcar uma reunião com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva após ele afirmar, em entrevista à revista norte-americana Time, que o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, “quis a guerra” com a Rússia.

“A embaixada planeja solicitar formalmente uma audiência do estimado ex-presidente do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva com o encarregado de Negócios da Ucrânia no Brasil, Anatoliy Tkach, para esclarecer a posição da Ucrânia”, disse o órgão diplomático em nota.

“Ele [Zelensky] quis a guerra. Se ele não quisesse a guerra, ele teria negociado um pouco mais. É assim. Eu fiz uma crítica ao Putin quando estava na Cidade do México, dizendo que foi errado invadir. Mas eu acho que ninguém está procurando contribuir para ter paz. As pessoas estão estimulando o ódio contra o Putin. Isso não vai resolver! É preciso estimular um acordo. Mas há um estímulo [ao confronto]”, disse o petista, que estampa a capa da revista Time.

“Eu não conheço o presidente da Ucrânia. Agora, o comportamento dele é um comportamento um pouco esquisito porque parece que ele faz parte de um espetáculo. Ou seja, ele aparece na televisão de manhã, de tarde, de noite, aparece no Parlamento inglês, no Parlamento alemão, no Parlamento francês como se estivesse fazendo uma campanha. Era preciso que ele estivesse mais preocupado com a mesa de negociação”, afirmou o ex-presidente.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Bolsonaro diz que, mesmo com o “fecha tudo impulsionado por muitos governadores”, o Brasil não parou
Coronavírus: Brasil registra primeiros casos da subvariante ômicron XQ
Deixe seu comentário

No Ar: SHOW DA TARDE