Quarta-feira, 29 de maio de 2024

Quarta-feira, 29 de maio de 2024

Voltar Em reaproximação com a deputada federal Carla Zambelli, Bolsonaro sinaliza apoio à candidatura do marido dela a prefeitura de cidade cearense

O coronel Aginaldo Oliveira (PL), marido da deputada federal Carla Zambelli (PL) teve a pré-candidatura a prefeito de Caucaia (CE) endossada pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). “Nosso comandante”, diz Bolsonaro em vídeo publicado nas redes sociais de Aginaldo no final do ano passado. O gesto é um indício de reaproximação entre Bolsonaro e Carla Zambelli, cujo relacionamento estava estremecido desde as eleições de 2022.

Na véspera do segundo turno, a deputada federal foi flagrada na capital paulista perseguindo um homem com uma arma na mão. Parte dos apoiadores do ex-presidente avaliam que o episódio, tal como a prisão de Roberto Jefferson, pode ter influenciado o resultado da eleição daquele ano.

”Recebo o apoio com muita felicidade”, afirma Zambelli. Segundo a deputada federal, o gesto do ex-presidente “prova que Bolsonaro nunca teve problema de confiança comigo”.

Aginaldo de Oliveira foi comandante da Força Nacional de Segurança Pública durante três anos, de janeiro de 2019 a março de 2022. Durante a gestão, enfrentou crises como a escalada da violência urbana no Amazonas, em 2021, e um motim da Polícia Militar cearense, em 2020. Apesar de uma greve dos PMs estar tipificada na lei como crime, o comandante elogiou as lideranças do movimento.

“Os senhores se agigantaram de uma forma que não tem tamanho. É o tamanho do Brasil que vocês representam”, disse o então diretor da Força Nacional sobre os grevistas. “Sem palavras para dizer o tamanho da coragem que vocês têm e estão tendo ao longo desses dias.”

Cenário indefinido

O cenário das pré-candidaturas em Caucaia, segundo maior colégio eleitoral do Ceará, segue embaralhado. O prefeito Vitor Valim (PSB) desistiu da reeleição, o que abre espaço para um novo nome no grupo político que agrega o PT do governador Elmano de Freitas e do ministro da Educação e ex-governador Camilo Santana.

As pré-candidaturas à direita, por outro lado, também não estão consolidadas. O aceno de Bolsonaro ao Coronel Aginaldo esbarra com o projeto do vice-prefeito Deuzinho Filho (União Brasil), um dos principais apoiadores do ex-presidente na região. Rachado com Valim, Deuzinho vinha, até então, despontando como nome conservador para a disputa. A deputada estadual Emília Pessoa (PSDB) e o ex-prefeito da cidade Naumi Amorim (PSD), por sua vez, correm por fora.

Com mais de 235 mil eleitores, Caucaia é peça-chave para a eleição estadual. A disputa para prefeito é importante para consolidar as bases de apoio para o pleito de 2026, que elegerá deputados estaduais, deputados federais, dois senadores e governador do Estado. Por conta disso, as forças políticas locais começam a se movimentar desde já no município vizinho a Fortaleza.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Deixe seu comentário

No Ar: Bom Dia Caiçara