Quinta-feira, 30 de maio de 2024

Quinta-feira, 30 de maio de 2024

Voltar Em Portugal, papa se reúne com vítimas de abusos sexuais cometidos por membros da Igreja Católica

Em Lisboa, onde participa da JMJ (Jornada Mundial da Juventude), o papa Francisco se reuniu, nesta quarta-feira (2), com vítimas de abusos sexuais cometidos por membros da Igreja Católica em Portugal.

“O encontro aconteceu em um ambiente de escuta intensa e durou mais de uma hora”, afirmou Vaticano. Antes, em discurso, o papa disse que “a desilusão e aversão que muitos nutrem em relação à Igreja se deve, às vezes, ao nosso mau testemunho e aos escândalos que desfiguraram o seu rosto e que nos chamam a uma humilde e constante purificação, partindo do grito de sofrimento das vítimas, que sempre se deve acolher e escutar”.

Cerca de 80% dos habitantes de Portugal se definem como católicos. Em fevereiro, um relatório de uma comissão de especialistas independentes revelou que 4.815 menores foram vítimas de abusos sexuais por religiosos no país desde 1950. As agressões foram ocultadas pela cúpula eclesiástica de forma sistemática, segundo o documento.

Guerra na Ucrânia

Em discurso para autoridades portuguesas, Francisco pediu que a Europa seja “uma construtora de pontes” para a paz na Ucrânia. “O mundo precisa da Europa, da verdadeira Europa. Precisa do seu papel de construtora de pontes e de paz”, disse o pontífice, que defendeu reiteradamente o fim do conflito iniciado com a invasão russa à Ucrânia, em fevereiro de 2022.

A agenda de Francisco, de 86 anos, em Portugal, começou com um encontro com o presidente do país, o conservador Marcelo Rebelo de Sousa, no Palácio de Belém.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Deixe seu comentário

No Ar: Show da Tarde