Quarta-feira, 18 de maio de 2022

Quarta-feira, 18 de maio de 2022

Voltar Em Porto Alegre, Defesa Civil municipal amplia o monitoramento do nível do Guaíba

Nesta terça-feira (3), a Defesa Civil Municipal de Porto Alegre passou a ampliar o monitoramento do nível do Guaíba, devido à chuva que atinge o Estado desde o começo da semana. Os agentes realizam ao menos duas visitas a cada 24 horas na região das Ilhas e também no ponto onde estão as réguas de medição, a fim de observar a elevação da água.

O trabalho será mantido até que se encerrem as cheias na Região Norte do Rio Grande do Sul e esteja totalmente escoada a água das precipitações pluviométricas sobre os rios Gravataí, Sinos, Caí e Jacuí, que desembocam no Delta do Jacuí, formando o lago Guaíba que banha os municípios de Porto Alegre, Eldorado do Sul, Guaíba, Barra do Ribeiro e Viamão.

Por esse motivo, a chuva intensa no Norte do Estado pode ter como desdobramentos enchentes nas regiões das Ilhas da capital gaúcha, mesmo quando não há chuva na Região Metropolitana.

“Sabendo que as cheias na região do Arquipélago muitas vezes são um reflexo das precipitações em outras áreas do mapa do Rio Grande do Sul, reforçamos esse monitoramento”, salienta o coordenador da Defesa Civil municipal, Evaldo Rodrigues. “Além disso, estamos em contato permanente com a subprefeitura da Ilha da Pintada e preparados para atuar em casos de alagamento.”

Ele reforça a orientação de que em caso de dúvida ou emergências, a população pode acionar a Defesa Civil pelos telefones 199 ou 193 (Corpo de Bombeiros).

Novo alerta 

Também nesta terça-feira, as chuvas volumosas e constantes que atingem diversas áreas do mapa gaúcho motivaram a Defesa Civil Estadual a emitir um segundo alerta de risco hidrometeorológico para o Rio Grande do Sul. Os prognósticos não descartam a ocorrência de ventos de até 90km/h e risco de transbordamento em alguns rios.

Os maiores acumulados de precipitação pluviométrica ficam entre a Serra Gaúcha e Litoral Norte – neste último, a previsão de rajadas de vento com intensidade moderada a forte deixa o mar agitado e com risco de ressaca.

Em relação aos rios, o principal alerta segue para a região dos Vales. Os rios Taquari, Sinos, Caí, Jacuí, Gravataí e Lago Guaíba estão em atenção em função da elevação nos níveis das águas.

Em Alegrete, o rio Ibirapuitã está acima da cota de inundação, mas em declínio e sem previsão de volumes significativos. Já o rio Quaraí, já está com os níveis estáveis e abaixo da cota de inundação.

As equipes das nove Coordenadorias Regionais do órgão estão em alerta máximo, 24 horas por dia, acompanhando a situação para prestar auxílio aos municípios. O suporte técnico aos moradores das comunidades ribeirinhas inclui a distribuição de lonas, cobertores, cestas básicas, materiais de higiene e limpeza.

(Marcello Campos)

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Quase oito meses depois, irmãos são presos por latrocínio de taxista em Porto Alegre
Morre, aos 87 anos, o presidente da Associação Beneficente e Educacional de 1858, Fernando Carlos Becker
Deixe seu comentário

No Ar: