Sexta-feira, 27 de maio de 2022

Sexta-feira, 27 de maio de 2022

Voltar Em apresentação, Autuori elogia manutenção de Medina: “Comissão técnica de muito bom nível”

Na manhã desta segunda-feira (04), aniversário do Inter, o colorado apresentou oficialmente seu novo diretor técnico, Paulo Autuori, para a torcida e imprensa. O profissional de 65 anos chega para uma função prometida por Alessandro Barcellos durante as eleições, e criar um elo entre jogadores, diretoria e comissão técnica.

Inicialmente, Autuori parabenizou o clube pelo seu aniversário, e além de agradecer a oportunidade, explicou sua função: “Meu trabalho é muito simples: facilitar ao máximo o trabalho do treinador. Fazer com que o treinador entenda as necessidades que o clube tem nas suas áreas e gestão”.

Ponto importante na sua apresentação, Autuori elogiou a manutenção de Medina, após pressão por sua demissão. “O Inter tem, hoje, uma comissão técnica de muito bom nível. E gostaria de falar algo importante: o Medina tem algo extraordinário, que é saber ler o contexto, sem jamais ferir sua ideia, princípios e valores no qual trabalha”.

Falando em pressão, o diretor técnico falou do ambiente colorado em busca de título e resultados melhores: “Pressão no futebol, para mim, é algo vulgar. Porque quem entrar no futebol, e não se dar conta que tem que viver assim diariamente, não vai ter vida longa”.

Ainda sobre o tema, Paulo Autuori tocou novamente no assunto: “Aí que entra uma coisa muito clara em relação ao futebol brasileiro: nós julgamos resultados, mas não analisamos o trabalho. Por isso, parabenizar a permanência do Medina. É necessário dar o tempo de um ciclo”.

O diretor técnico analisou o poder dos jogadores colorados em decisões: “Mais que um jogador de futebol, ele é um competidor. E como tal, tem que entender, que por vezes pode não ser superior ao seu oponente tecnicamente. Mas se for mais forte mentalmente, ele vence. O futebol permite isso”.

Além disso, Paulo Autuori falou sobre como será sua caminhada no diretor técnico do Inter: “Tenho condições de contribuir realmente. Uma das últimas instituições que passei fiquei 4 anos. Ideias claras, práticas bem definidas. Assim eu vi que posso contribuir, e não ter choque de ideias, isso é o mais importante”.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Novo atacante do Inter, o Uruguaio Carlos de Peña vestirá a camisa 14
Semana do Inter tem estreias e aniversário do clube na temporada
Deixe seu comentário

No Ar: Embalos & Loterias