Segunda-feira, 16 de maio de 2022

Segunda-feira, 16 de maio de 2022

Voltar Elon Musk diz que vai tirar 21 bilhões de dólares do próprio bolso para comprar o Twitter

Elon Musk conseguiu reunir 46,5 bilhões de dólares para comprar o Twitter e está considerando uma oferta de compra de suas ações, mostrou um documento enviado a reguladores dos Estados Unidos nesta quinta-feira (21).

O próprio Musk se comprometeu a investir 33,5 bilhões de dólares, que incluirão 21 bilhões de dólares em ações e 12,5 bilhões de dólares em empréstimos, para financiar a transação.

Bancos, incluindo o Morgan Stanley, concordaram em fornecer outros 13 bilhões de dólares em dívidas garantidas contra o próprio Twitter, de acordo com o documento.

A última jogada de Musk ocorre depois que o Twitter não respondeu à sua oferta e adotou uma “pílula de veneno” para frustrar o esforço do bilionário de comprar a plataforma de mídia social por 43 bilhões de dólares.

Absolutista

Musk, autodenominado “absolutista da liberdade de expressão”, disse que a empresa de mídia social precisa ser privada para crescer e se tornar uma plataforma para a liberdade de expressão.

A oferta de Musk, que é o segundo maior acionista do Twitter, atraiu o interesse de private equity em participar de um acordo.

A Apollo Global Management Inc (APO.N) está considerando maneiras de fornecer financiamento para qualquer acordo e está aberta a trabalhar com Musk ou qualquer outro licitante, enquanto Thoma Bravo informou ao Twitter que está explorando a possibilidade de fazer uma oferta.

Musk, um usuário ativo do Twitter com mais de 80 milhões de seguidores, fez vários anúncios na plataforma, incluindo alguns que o colocaram em apuros com os reguladores dos Estados Unidos.

Em 2018, Musk twittou que tinha “financiamento garantido” para tornar a Tesla privada por 420 dólares por ação – uma medida que levou a milhões de dólares em multas e ele foi forçado a deixar o cargo de presidente da empresa de carros elétricos para resolver reclamações do regulador de valores mobiliários dos EUA de que ele fraudou investidores.

Tesla

O lucro líquido da Tesla cresceu mais de sete vezes no primeiro trimestre deste ano, para 3,32 bilhões de dólares, ante lucro de 438 milhões de dólares no mesmo trimestre de 2021. O resultado ficou acima dos 2,2 bilhões de dólares projetados pelos analistas.

Já o lucro diluído por ação disparou 633% no período, para 2,86 dólares, ante os 0,39 centavos de dólar reportados um ano antes.

A receita, segundo a fabricante de veículos elétricos, foi recorde ao somar 18,75 bilhões de dólares entre janeiro e março, alta de 81% na base anual.

Segundo a Tesla, a receita foi impulsionada pelo aumento do preço médio de venda e pela alta na entrega de veículos, de 68% na comparação anual, somando pouco mais de 310 mil unidades no período.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Brasileiro que se passou por americano durante 20 anos deve ser extraditado
Zona do euro registra inflação anual recorde de quase 7,5%
Deixe seu comentário

No Ar: SHOW DA TARDE