Terça-feira, 23 de julho de 2024

Terça-feira, 23 de julho de 2024

Voltar Decretada a prisão preventiva do quarto suspeito de tentar matar promotor de Justiça no Vale do Taquari

A Justiça decretou a prisão preventiva do quarto suspeito de participar do ataque a tiros contra o promotor de Justiça Jair João Franz, ocorrido no dia 17 de agosto, quando ele chegava casa em Teutônia, no Vale do Taquari.

A decisão da 1ª Vara Judicial do município foi publicada na quinta-feira (31). O homem foi preso na segunda-feira (28), em Venâncio Aires, no Vale do Rio Pardo, durante uma operação da Brigada Militar sem relação com o atentado. Naquela ocasião, no entanto, foi constatado que o criminoso era foragido por roubo e teria relação com a tentativa de homicídio de Franz.

Três pessoas investigadas por envolvimento no atentado – entre elas, uma advogada e o líder de uma facção – já haviam sido presas em 24 de agosto, em uma operação conjunta do Ministério Público e da Polícia Civil, com o apoio da Brigada Militar. Dois suspeitos foram presos preventivamente e um temporariamente nas cidades de Teutônia, Arroio dos Ratos e Bom Retiro do Sul.

Motivação

O atentado teria sido motivado por desavenças da advogada e do líder da facção – apontados pela investigação como mandantes do ataque – com o promotor de Justiça, atuante no combate à criminalidade. A investigada já havia “ordenado” a Franz, em clara ameaça, que ele fosse “embora de Teutônia” e dito que o promotor “iria pagar tudo o que tem feito”, conforme o Ministério Público.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Deixe seu comentário

No Ar: Show Da Manhã