Quarta-feira, 17 de agosto de 2022

Quarta-feira, 17 de agosto de 2022

Voltar Crase tim-tim por tim-tim (final)

Ufa! Chegamos ao fim da linha. No percurso, desvendamos tim-tim por tim-tim os mistérios da crase. Mostramos que a escola comete senhora injustiça com a preposição ao responsabilizá-la pelos tropeços sem fim. No duro, no duro, o algoz do grampinho é o artigo. Ele se esconde manhosamente. Como quem não quer nada, causa estragos. Rouba a clareza. Desclassifica concurseiros. Mata amores. Agora, o reinado dele bate ponto final. Adeus!

No duro, no duro, a norma é uma só. O acento grave indica o casamento de dois aa. Mas nem tudo são flores. No reino da união, um dos noivos gosta de pregar peças. É o artigo. Ele nem sempre está claro. Ao se esconder, dá nó em fumaça e, de quebra, em miolos de quem quer acertar sempre. As dicas têm um só propósito — abrir o jogo do farsante. Uma vez descoberto, fica uma certeza. O diabo não é tão feio quanto o pintam.

Gente

Crase antes de nome de pessoa? É facultativa. Depende do artigo. Há regiões que o usam e regiões que o dispensam (a Lia, Lia):

Referiu-se à Maria. Referiu-se a Maria.

Dirijo-me à Paula? Dirijo-me a Paula?

Ambas estão corretas. Na primeira, usa-se o artigo. Na segunda, não. É questão regional.

Palavras repetidas

Guarde isto: em expressões com palavras repetidas, o grampinho não tem vez: cara a cara, gota, a gota, uma a uma, ponta a ponta, frente a frente.

Hora

Com crase ou sem crase: à zero hora ou a zero hora? A locução adverbial formada de palavra feminina pede o acento grave: à zero hora, às claras, às escuras, às apalpadelas, à meia-noite.

Quer um macete? Substitua hora por meio-dia. Se na troca der ao, não duvide. Ponha o grampinho: O avião decola à 0h (ao meio-dia). A aula começa às 14h (ao meio dia). Estou no aeroporto desde as 4h (desde o meio-dia).

Falsa crase

Escrever à mão? Escrever a mão? No troca-troca, temos escrever a lápis. Sem artigo, não há crase. Mas use o acento. Pela clareza.

Bater à máquina? Bater a máquina? Não há crase. Mas, sem o acento, o leitor pode entender que a máquina levou pancada. É a clareza.

Pagar à vista? Pagar a vista? No troca-troca, temos pagar a prazo. Sem artigo, não há crase. Mas a clareza pede o acento.

Resumo da opereta: em escrever à mão, bater à máquina, pagar à vista, não ocorre a fusão de dois aa. Mas a clareza pede o acento. É a falsa crase.

Distância

Ensino a distância? Ensino à distância? Trata-se de locução adverbial. Mas os autores se dividem. É que distância ora pede artigo, ora não pede.

Se a distância for determinada, pede o artigo. Aí, haverá o encontro de dois aa. Se não, nada de artigo ou crase.

Compare: Vigie-a a distância. Vigie-a à distância de 100m. Vi o ator a distância. Vi o ator à distância de uns 50m. As universidades oferecem ensino a distância.

Casa

Crase antes de casa? Depende do artigo. A casa onde moramos rejeita o pequenino: Logo, não admite o acento grave: Saí de casa. Trabalho em casa.

Sem artigo, o a que antecede a casa onde moramos é preposição purinha. Não admite acento de crase: Dirigi-me a casa cedo.

A casa dos outros pede artigo — a casa da vovó, a casa da esquina, a casa dos pais: Foi à casa da avó. Vai à casa do João. Dirigiu-se à casa da esquina. Dirigiu-se à casa dos pais. Vai à casa de parentes distantes.

Viu? Antes da casa dos outros aparece artigo. A crase tem vez.

Terra

Terra firme, em oposição a mar, não admite artigo. Por isso os marinheiros gritam “terra à vista”. Sem artigo, nada de crase: O navio chegou a terra ao amanhecer.

Nos demais significados de terra, usa-se a crase: Maria voltou à terra natal. Os astronautas regressaram à Terra.

Demonstrativo

Àquele? Àquilo? O a não é problema. Está presente no pronome. Vem, preposição: Luiz se dirigiu àquele vendedor que sorria.

Viu? A gente se dirige a alguém O a exigido pelo verbo se encontra com o a do pronome aquele. É casamento na certa.

Em relação àquilo, nada sei. O a da locução em relação a dá de cara com o a de aquilo. Resultado: os trapinhos se juntam.

Leitor pergunta

A abreviatura de apartamento é ap. ou aptº? – Vilma Santos, Olinda.

É ap.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Crase tim-tim por tim-tim (2)
Como chegar ao texto fácil?
Deixe seu comentário

No Ar: Show Da Madrugada