Segunda-feira, 16 de maio de 2022

Segunda-feira, 16 de maio de 2022

Voltar Conheça o brasileiro que pode assumir o comando do PSG na próxima temporada

Após uma temporada sem brilho pelo Paris Saint-Germain, o técnico argentino Mauricio Pochettino pode estar de saída do clube. Um dos nomes especulados para assumir o comando do Paris ao fim da temporada é Thiago Motta. Ex-jogador do clube, Motta tem uma vasta carreira, conquistando importantes títulos.

Thiago Motta é um ex-volante nascido no Brasil que iniciou sua trajetória como jogador no Juventus da Mooca, clube paulista, ainda nas categorias de base. Em 1999, foi para o Barcelona B e ganhou sua primeira chance profissionalmente em 2001.

O ex-volante estreou bem pelo Barcelona e passou a ser o titular da posição. Porém, com a evolução da equipe com as chegadas de jogadores como Ronaldinho, Deco, Edmilson, Sylvinho e Belletti, Thiago Motta perdeu espaço, mas fez parte do time campeão da Champions League em 2006. Ele seguiu no clube até 2007, quando foi para o Atlético de Madrid.

Pelos Colchoneros, Thiago atuou somente por dois meses e acertou sua ida ao Genoa, da Itália. No futebol italiano, voltou a ganhar destaque e foi contratado pela Inter de Milão, em maio de 2009, com a temporada em andamento.

Thiago se destacou na Inter de Milão, conquistando a Champions League e o Mundial de Clubes em 2010. Um ano depois, se naturalizou italiano para atuar pela seleção do país. Porém, ele já havia entrado em campo pela Seleção Brasileira Sub-23 em 2003, pela Copa Ouro. Com uma nova regra da Fifa, que não permite que um jogador entre em campo por dois países em jogos oficiais, o ex-volante teve que aguardar a liberação da entidade, que reconheceu que não era a equipe principal do Brasil.

Pela Itália, disputou a Copa do Mundo de 2014 e das Eurocopas de 2012 e 2016. Thiago Motta soma 30 jogos pela seleção e com um gol marcado.

Em 2012, Thiago acertou sua transferência para o Paris Saint-Germain. Ele atuou pelo clube francês até 2018, conquistando em cinco oportunidades a liga nacional. Aos 36 anos, encerrou sua carreira como jogador e se tornou treinador da equipe Sub-19 do próprio PSG.

Thiago retornou ao Genoa em 2019, dessa vez para ser o treinador da equipe principal. Não fez um bom trabalho, somando cinco derrotas, três empates e duas vitórias, e foi demitido. Em 2021, foi contratado pelo Spezia. Atualmente luta contra o rebaixamento no Campeonato Italiano, mas ganhou destaque por ter vencido o Napoli e o Milan na temporada.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Fifa abre processo e suspende treinadores e dirigentes do Gabão por abuso sexual
Camisa de Maradona em gol com “mão de Deus” é vendida por 44 milhões de reais
Deixe seu comentário

No Ar: SHOW DA TARDE