Terça-feira, 23 de julho de 2024

Terça-feira, 23 de julho de 2024

Voltar Como a menopausa afeta o relacionamento dos casais

A menopausa é um período natural da vida da mulher, que pode trazer diversas mudanças tanto físicas quanto emocionais. Embora seja um processo fisiológico, pode ter um impacto significativo nos relacionamentos dos casais.

As alterações hormonais que ocorrem durante a menopausa podem afetar a saúde sexual, emocional e psicológica das mulheres, bem como a dinâmica do relacionamento com seus parceiros. De acordo com um estudo publicado pelo “Journal of Epidemiology & Community Health”, a falta de suporte e relacionamentos ruins podem agravar esses sintomas, tornando a transição da menopausa ainda mais desafiadora e afetando, além da mulher, suas relações.

Neste artigo, vamos falar sobre os efeitos da menopausa nos relacionamentos e de algumas estratégias que podem ajudar a lidar com as mudanças que ocorrem durante esse período de transição.

Como as mudanças hormonais afetam os casais?

As mudanças hormonais na menopausa podem afetar os casais de diversas maneiras. Entre os sintomas físicos, podemos citar os fogachos, suores noturnos, ressecamento vaginal, diminuição da libido e alterações no peso. Já os sintomas emocionais incluem ansiedade, irritabilidade, mudanças de humor e depressão.

As mudanças de humor e ansiedade podem deixar a mulher mais irritada e impaciente, o que pode gerar conflitos com o parceiro. O estresse e o cansaço causados pelos sintomas físicos também podem levar a uma diminuição da disposição para realizar atividades em conjunto, o que pode afetar a qualidade do tempo que o casal passa junto. Tudo isso pode gerar estresse e desconforto na vida cotidiana e, consequentemente, afetar a intimidade do casal.

Como a falta de libido pode influenciar no relacionamento?

A redução das atividades sexuais é um dos principais sintomas da menopausa. Estudo realizado pela “North American Menopause Society (NAMS)” tentou desvendar as razões por trás desse fenômeno e constatou que, além de fatores biológicos, como a diminuição dos níveis hormonais e a secura vaginal que pode causar desconforto durante o sexo, outras questões podem interferir na vida sexual das mulheres, tais como fatores psicológicos e a qualidade do relacionamento com o parceiro.

De acordo com a pesquisa, é comum que mulheres enfrentem desafios em relação à saúde sexual na medida em que envelhecem. Fatores relacionados aos parceiros têm um papel importante na atividade sexual e na satisfação das mulheres. Esses fatores incluem a falta de um parceiro, a disfunção sexual, a saúde física e problemas no relacionamento.

Tratamentos naturais aumentam a libido na menopausa?

Felizmente, os problemas de origem física e biológica podem ser tratados de forma natural e saudável com suplementos naturais, alimentação, atividades físicas e terapias que auxiliam na manutenção de uma vida sexual ativa.

Uma dieta equilibrada, rica em frutas, verduras, proteínas magras e grãos integrais ajuda melhorar a saúde geral e, consequentemente, a libido.

Praticar exercícios físicos regularmente, como caminhadas, corridas e yoga, também pode melhorar a circulação sanguínea e aumentar a produção de endorfina – hormônio que contribui para o prazer sexual.

Como enfrentar a menopausa juntos

Quando falamos de relacionamento amoroso, a recomendação é conversar com o parceiro para tentar resolver os problemas que dificultam a convivência ou procurar a ajuda de um terapeuta especializado em relacionamentos.

A conversa franca e aberta sobre os sintomas e as preocupações deve contribuir na solução para os problemas. O importante é manter a comunicação e o diálogo aberto, buscando soluções em conjunto.

O apoio e a compreensão do parceiro também são fundamentais para enfrentar esse período de transição na vida da mulher. Com paciência, carinho e compreensão, é possível manter a intimidade e o amor no relacionamento mesmo durante a menopausa.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Deixe seu comentário

No Ar: Show Da Manhã