Quarta-feira, 29 de maio de 2024

Quarta-feira, 29 de maio de 2024

Voltar Cidades ucranianas proíbem eventos do Dia da Independência por receio de ataques

Eventos para comemorar o Dia da Independência da Ucrânia, na próxima quarta-feira (24), foram proibidos na capital Kiev e na segunda maior cidade do país, Kharkiv. A medida foi adotada após o presidente Volodymyr Zelensky e outras autoridades alertarem que a Rússia pode realizar ataques com mísseis.

O chefe de Estado disse no sábado (20) que o governo russo pode estar planejando ataques “particularmente cruéis” durante a data, que marcará 31 anos desde que a Ucrânia rompeu os laços com a União Soviética e à medida que a guerra se aproxima dos seis meses de duração.

“Todos devemos estar cientes que esta semana a Rússia pode tentar fazer algo particularmente feio, algo particularmente cruel”, afirmou Zelensky em uma mensagem de vídeo.

“Uma das principais tarefas do inimigo é nos humilhar, desvalorizar nossas capacidades, nossos heróis, espalhar desespero, medo, conflitos… Portanto, é mais importante do que nunca, por um único momento, ceder a essa pressão inimiga, mas não nos fecharmos, não mostrarmos fraqueza”, destacou.

Em Kiev, a administração militar da cidade proibiu todas as grandes reuniões entre segunda-feira (22) e quinta-feira (25), pontuando que “é proibido realizar eventos de massa, reuniões pacíficas, comícios e outros eventos relacionados a uma grande aglomeração de pessoas”.

O general Mykola Zhyrnov, chefe da administração militar local, explicou que a ordem foi imposta para que as forças de segurança pudessem responder “em tempo hábil às ameaças de ataques com mísseis e bombas das tropas da Federação Russa em centros de tomada de decisão, instalações militares, instalações da indústria de defesa, infraestrutura crítica e áreas residenciais próximas”.

Zhyrnov disse que ordenou que as autoridades da cidade usem o mínimo necessário de agentes, funcionários públicos e trabalhadores para garantir transporte e outros serviços.

Em Kharkiv, onde ataques russos mataram e feriram centenas de civis nos primeiros meses da guerra, as autoridades anunciaram um toque de recolher a partir das 19h (horário local) da véspera do Dia da Independência até às 7 horas do dia seguinte. “Pedimos que você entenda essas medidas e se prepare para ficar em casa e em abrigos – essa é a nossa segurança”, observaram em comunicado.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Deixe seu comentário

No Ar: Bom Dia Caiçara