Quinta-feira, 26 de maio de 2022

Quinta-feira, 26 de maio de 2022

Voltar Chegam a 39.124 os casos fatais de coronavírus no Rio Grande do Sul

O boletim epidemiológico publicado nesta quarta-feira (6) pela Secretaria da Saúde acrescentou 2.737 testes positivos e sete novas mortes por coronavírus no Rio Grande do Sul. Com isso, o Estado se aproxima de 2,29 milhões de contágios conhecidos em quase 25 meses de pandemia, dos quais 39.124 resultaram no óbito do paciente.

No que diz respeito aos casos de contágio notificados pelos boletins oficiais, é importante explicar que a lista inclui indivíduos que se infectaram mais de uma vez, em momentos diferentes, embora não haja informações sobre quantas pessoas se enquadram em tal situação.

Veja, a seguir, o perfil resumido dos casos fatais mais recentes, em uma lista com citação da cidade de residência da vítima (e não onde ocorreu o óbito), bem como gênero (masculino ou feminino) e idade. A lista abrange uma faixa de 41 a 86 anos, com predomínio de idosos (cinco das sete ocorrências).

– Camaquã (homem, 41 anos);
– São Leopoldo (mulher, 55 anos);
– Pelotas (homem, 67 anos);
– Pinhal (homem, 75 anos);
– Arroio Grande (homem, 78 anos);
– São Jerônimo (homem, 83 anos);
– Rolante (homem, 86 anos).

Somente uma dentre todas as 497 cidades gaúchas ainda não registra qualquer óbito por covid. É Novo Tiradentes, localizada na Região Norte do Estado e que desde o início da pandemia acumula 415 testes positivos, um dos quais consta no relatório desta quarta-feira.

Esses e outros dados podem ser conferidos no portal ti.saude.rs.gov.br, bem como em outras plataformas e redes sociais do governo gaúcho. Os dados estão sempre sujeitos a eventual atraso na atualização, mas proporcionam confiabilidade e passam por revisões constantes.

Outros dados da pandemia

Dentre os registros de contágio conhecidos até agora no Rio Grande do Sul, em mais de 2,23 milhões (98% do total) o paciente já se recuperou – vale lembrar que parte desse grupo populacional foi infectado mais de uma vez desde o começo da pandemia.

Outros 8.821 (menos de 1%) são considerados casos ativos (em andamento). Esse contingente abrange desde os  indivíduos assintomáticos que permanecem em quarentena domiciliar até pacientes graves internados em unidades de terapia intensiva nos hospitais.

A taxa média de ocupação em tal de estrutura por adultos, aliás, estava em 66% no início da noite (contra 64,9% e 65% e 65,4% nos dois boletins anteriores), de acordo com o painel de monitoramento covid.saude.rs.gov.br. Esse índice resulta da proporção de 1.689 pacientes para 2.602 leitos da modalidade em todo o Estado.

Já as internações por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) associada à covid chegam a 122.535 (5% do total de testes positivos). O número diz respeito aos registros desde março de 2020, primeiro mês da pandemia no Rio Grande do Sul.

(Marcello Campos)

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Bolsonaro anuncia fim de taxa extra na conta de luz, e especialistas apontam redução de 6,5%
Bolsonaro escolhe o senador Carlos Viana como líder do governo no Senado
Deixe seu comentário

No Ar: Embalos & Loterias