Sexta-feira, 24 de maio de 2024

Sexta-feira, 24 de maio de 2024

Voltar Celular Seguro: programa já bloqueou quase três mil aparelhos furtados ou roubados

Desde que foi lançado, o programa Celular Seguro já bloqueou 2.858 aparelhos que foram furtados ou roubados no país. Os bloqueios começaram a ser feitos na quarta-feira (20), o que significa que a plataforma bloqueou, em média, cerca de 700 a 800 celulares por dia.

Segundo balanço divulgado pelo Ministério da Justiça, já foram cadastrados na plataforma mais de 540 mil CPFs e quase 400 mil linhas de celulares.

Por meio do aplicativo ou site Celular Seguro, qualquer pessoa pode cadastrar o modelo e marca do telefone e registrar ocorrência, em caso de roubo ou furto. A medida funciona como um “botão de segurança” e, após o roubo, o Ministério da Justiça promete bloquear contas vinculadas aquele aparelho, principalmente as bancárias, em até dez minutos.

O professor e ator Iago Farias é um dos que já procuraram saber sobre o aplicativo e vai se cadastrar na plataforma. Ele teve o celular furtado no carnaval deste ano e os criminosos conseguiram tirar todo o dinheiro da conta bancária dele.

“Acabou que um roubo de celular que já era trágico se tornou mais ainda porque tiraram dinheiro da conta. Eu procurei tudo para me cadastrar, o passo a passo, para evitar que isso aconteça de novo. A gente não quer ser roubado, por isso é sempre bom se precaver e evitar uma tragédia maior”.

As negociações com as empresas de telefonia também estão avançadas e elas prometem bloquear também as linhas telefônicas, inclusive envio de SMS, até o dia 9 de fevereiro.

Em 2022, quase um milhão de celulares foram furtados ou roubados em todo o País, segundo o Anuário Brasileiro de Segurança Pública.

Funcionamento

A ferramenta está disponível para navegadores como Google Chrome e Microsoft Edge e aplicativos para Android e iPhone (iOS).

Veja o passo a passo para o cadastro e utilização do app:

  • Acessar o site do serviço Celular Seguro;
  • Utilizar login e senha da conta gov.br que o usuário já possui ou, caso não tenha ainda, criar uma conta gov.br.;
  • Ao fazer o login pela conta gov.br e aceitar os termos de uso, o usuário verá uma tela com três opções: cadastrar o telefone, indicar as pessoas de confiança e registrar a ocorrência;
  • Ao escolher a opção Registrar telefone, o usuário encontrará um botão azul repetindo a opção “registrar telefone” e, ao clicar, precisará preencher os dados como marca, modelo, operadora e número de série, além do número da linha de telefone, e selecionar a pessoa indicada (veja abaixo como cadastrar a pessoa indicada). Após tudo preenchido, clique em cadastrar. Caso o usuário não preencha todos os dados, é possível retornar à tela depois e incluir as informações no botão “editar” que aparece ao lado do número corretamente cadastrado. É possível cadastrar mais de um aparelho;
  • Para indicar a Pessoa de Confiança, é necessário voltar à tela principal e clicar nessa opção. Clique no botão azul escrito “cadastrar contato” e forneça os dados solicitados, como nome, telefone, CPF e email. Ao finalizar, clique em “cadastrar”;
  • Para notificar roubo ou furto, acesse a opção Registrar Ocorrência na tela inicial. Ao clicar na opção, aparecerá uma tela com o botão “Meus telefones” e “Telefones de confiança” disponíveis. Ao selecionar o botão “Meus telefones”, aparecerá uma tela com o(s) telefone(s) já cadastrado(s). Clique no botão amarelo “Alerta” do telefone desejado e preencha as informações restantes, como data, local e tipo de ocorrência (roubo, furto ou perda). Ao finalizar, clique em “emitir”.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Deixe seu comentário

No Ar: Show da Tarde