Quarta-feira, 18 de maio de 2022

Quarta-feira, 18 de maio de 2022

Voltar Capa da revista Time, Lula afirma que o presidente da Ucrânia “quis a guerra” com a Rússia

Em entrevista à revista norte-americana Time, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou que o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, “quis a guerra” com a Rússia, que ocorre desde 24 de fevereiro em solo ucraniano.

O petista estampa a capa da publicação com a data de 23 de maio. “Ele [Zelensky] quis a guerra. Se ele não quisesse a guerra, ele teria negociado um pouco mais. É assim. Eu fiz uma crítica ao Putin quando estava na Cidade do México, dizendo que foi errado invadir. Mas eu acho que ninguém está procurando contribuir para ter paz. As pessoas estão estimulando o ódio contra o Putin. Isso não vai resolver! É preciso estimular um acordo. Mas há um estímulo [ao confronto]”, disse Lula.

As declarações foram dadas em meio a perguntas sobre o que ele faria para se relacionar com diferentes chefes de Estado a partir de 2023, se fosse eleito presidente do Brasil, uma vez que o mundo estaria hoje muito fragmentado diplomaticamente, e se o ex-presidente conversaria com Putin mesmo após a invasão da Ucrânia. Lula respondeu que políticas “colhem o que plantam” e que, “se eu planto discórdia, vou colher desavenças”.

“Eu não conheço o presidente da Ucrânia. Agora, o comportamento dele é um comportamento um pouco esquisito porque parece que ele faz parte de um espetáculo. Ou seja, ele aparece na televisão de manhã, de tarde, de noite, aparece no Parlamento inglês, no Parlamento alemão, no Parlamento francês como se estivesse fazendo uma campanha. Era preciso que ele estivesse mais preocupado com a mesa de negociação”, afirmou o ex-presidente.

Lula disse não saber se conseguiria evitar o conflito, mas afirmou que, se fosse presidente do Brasil, teria telefonado para os presidentes dos Estados Unidos, da França, da Rússia e da Alemanha para tentar uma solução pacífica. Ele criticou Zelensky por não ter adiado a discussão sobre a entrada da Ucrânia na Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) em meio à escalada das tensões com a Rússia.

“Às vezes, fico vendo o presidente da Ucrânia na televisão como se estivesse festejando, sendo aplaudido em pé por todos os Parlamentos, sabe? Esse cara é tão responsável quanto o Putin. Ele é tão responsável quanto o Putin”, declarou o petista.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Psiquiatra e neurocientista Mariana Pedrini Uebel lança livro sobre o cérebro na infância
Publicitário Luiz Lara palestra em evento do Sindicato das Agências de Propaganda do RS
Deixe seu comentário

No Ar: