Segunda-feira, 22 de julho de 2024

Segunda-feira, 22 de julho de 2024

Voltar Buscas na internet: por que os jovens preferem pesquisar no TikTok em vez do Google

“Qualquer coisa que eu quero saber, eu não abro o Google. Eu busco no TikTok e sempre tem respostas sobre coisas específicas”. Essa é a experiência da estudante de pedagogia Elisa Bestetti, de 25 anos, usando o TikTok como buscador. Mas ela não está sozinha.

Em seu perfil na plataforma, Elisa postou um vídeo com o título “TikTok é o novo Google?” em que aborda esse tema. Nos comentários, muitos concordam e relatam suas experiências. “Eu também sempre pesquiso aqui primeiro”, respondeu uma pessoa. “Aprendi matéria da faculdade pelo tiktok KKKKKKKK”, disse outra.

“O melhor é quando você tem alguma dúvida vendo um vídeo e a resposta está na barra de pesquisa”, respondeu um usuário. Isso acontece porque a rede social recomenda outros vídeos relacionados na aba “Procurar” dentro do campo de comentários.

Especialistas dizem que essa tendência, de fato, existe, e a forma como o TikTok exibe as respostas explica esse comportamento. Sempre tem um especialista/profissional em determinado assunto que produz e compartilha várias dicas. A constância do conteúdo no perfil passa mais segura, segundo elas (ainda assim, é preciso conhecer bem esse criador para não cair em fake news).

Os jovens alegam que sempre tem pessoas reais que visitam lugares e testam produtos verdadeiros e, em algumas ocasiões, fazem análises sinceras. Ao contrário do YouTube, alguns usuários dizem preferir o TikTok para pesquisa porque os vídeos são curtos e não têm propaganda no meio.

“No TikTok, tem sempre alguém dando uma dica e ensinando outras pessoas. Às vezes, é coisa simples, tipo: ‘como tirar mancha de caneta da roupa sem estragar ela’”, diz Elisa Bestetti.

Já a dentista Ana Luiza Rocha, de 23 anos, classifica a busca da plataforma como “surreal”. Ela diz que, ao inserir algumas palavras, sem precisar do contexto geral do assunto, a rede social consegue entregar o que ela quer saber.

“Se eu quero encontrar uma manicure na minha cidade, no Google e no Instagram só vai aparecer salão de beleza. No TikTok, qualquer manicure que utilize a localização que eu estou buscando e coloca #unhas vai aparecer o vídeo dela e eu consigo ver o trabalho e até a história dessa profissional”, afirma Ana Luiza.

A auxiliar de pedagogia Larissa Figueiredo, de 19 anos, conta que começou a usar o TikTok como Google um pouco depois da pandemia de Covid-19 e nunca mais parou.

“Sempre que quero saber a opinião das pessoas sobre alguma marca, receita de comida que não conheço, dicas para facilitar a vida ou até questões sobre beleza, eu pesquiso primeiro lá”, conta.

Procurada, a ByteDance, dona do TikTok, não deu muitos detalhes da tecnologia por trás da busca da rede social. “Não acredito que seja uma questão de algoritmo”, diz Daniela Okuma, diretora-geral de negócios do TikTok no Brasil.

“O que acontece é que, de maneira geral, o TikTok se diferencia pela autenticidade e criatividade dos conteúdos. Em relação à ferramenta de busca, quando uma pessoa faz uma pesquisa, vai encontrar vídeos autênticos que lhe vão ser úteis”, completa.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Deixe seu comentário

No Ar: