Quarta-feira, 24 de julho de 2024

Quarta-feira, 24 de julho de 2024

Voltar Brasil registra superávit recorde de US$ 98,8 bilhões em 2023

O Brasil registrou superávit recorde de US$ 98,8 bilhões em 2023, o maior da série histórica, que começa em 1989. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (5) pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC).

O saldo positivo superou o de 2022 em 60,6%. Naquele ano, o Brasil registrou superávit de US$ 61,5 bilhões.

O superávit ocorre quando o valor exportado pelo Brasil supera as importações. Do contrário, se as importações forem maiores, é registrado déficit na balança comercial.

No total, em 2023:

as exportações somaram US$ 339,7 bilhões;
as importações somaram US$ 240,8 bilhões.

Segundo o vice-presidente Geraldo Alckmin, o desempenho da balança comercial está relacionado à queda no preço dos produtos importados, como fertilizantes e óleo diesel.

“Isso [o resultado de 2023] é muito importante porque ajuda a economia. Ajuda nas reservas internacionais, ajuda na economia, então esse saldo da balança comercial [é] extremamente expressivo”, declarou Alckmin.

Exportação recorde
As exportações aumentaram 1,7%, em relação a 2022, alcançando US$ 339,7 bilhões , segundo os dados do governo.

O setor agropecuário respondeu por 24% das exportações brasileiras, somando US$ 81,5 bilhões em 2023. O crescimento no ano foi de 9%.

Já o setor extrativista registrou participação de 23,2% no resultado do ano, com US$ 78,8 bilhões. Em relação a 2022, houve aumento de 3,5%.

O ano de 2023 também estabeleceu um novo recorde de exportação para um único parceiro comercial: o Brasil exportou mais de US$ 100 bilhões para a China.

A projeção do governo para 2024 é de queda de 4,5% no saldo da balança comercial, que deve fechar o ano em US$ 94,4 bilhões.

 

 

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Deixe seu comentário

No Ar: Show da Tarde