Quinta-feira, 18 de julho de 2024

Quinta-feira, 18 de julho de 2024

Voltar Aplicativos de namoro se multiplicam e ganham versões para milionários, veganos e até para quem busca sugar daddy

Nem sempre é amor, nem sempre é cilada. Existem diversos aplicativos de relacionamento para quem busca um novo amor, um encontro casual, uma amizade sincera ou um “match” perfeito para se deliciar com uma refeição vegana em casal.

Para todos os públicos

– Badoo: promove encontros entre pessoas, basta ambas as partes votarem “sim” para se conhecerem.

– Happn: usa o GPS para mirar em encontros. Ele cruza pessoas que frequentaram os mesmos lugares ou se esbarraram aí.

– Inner Circle: antes de explorar o app, o usuário precisa preencher um perfil com boas fotos e honestidade no que procura, a proposta é focar em qualidade, não quantidade.

– OkCupid: com o objetivo de unir pessoas compatíveis, o aplicativo pede que os usuários respondam um questionário com preferências pessoas.

– Once: este aplicativo te sugere apenas uma pessoa por dia, se você declinar, no dia seguinte terá outra opção para você.

– ParPerfeito: começou como um site de relacionamentos que migrou para versão em aplicativo, por lá você filtra o perfil que busca e ele te mostra as opções.

– Tinder: um dos mais conhecidos dos aplicativos de relacionamentos, a proposta é quase um cardápio de opções, se você se interessar, dá o “like” e torce pelo “match”.

LGBTQIA+

– Femme: a proposta é promover encontros amorosos entre mulheres. O aplicativo oferece diversos filtros para garantir encontros ainda mais certeiros.

– Grindr: mais famoso entre homens gays e bissexuais, o aplicativo também identifica a sua localização e sugere perfis próximos.

– Her: aplicativo para mulheres queer, lésbicas, bi, não binárias e trans. Ele propõe relacionamentos amorosos ou amizades.

–Scruff: a proposta é conectar gays, bissexuais, pessoas trans e queer que estejam em busca de novos encontros.

–Zoe: aplicativo de relacionamento para mulheres lésbicas, bissexuais e queer, com o conceito mais conhecido: o usuário pode “gostar” ou “passar” o perfil adiante.

Elas mandam

– Bumble: a diferença neste aplicativo é que, para começar a conversa, a iniciativa precisa vir das mulheres.

– Adote um Cara: a proposta é as mulheres ditarem as regras, deixando opções disponíveis de perfis para que o público feminino faça suas escolhas.

Veganos

– Veggly: aplicativo voltado para as pessoas que querem se relacionar com veganos ou vegetarianos.

Sugar daddy

– Glambu: com um processo de verificação rigoroso, o aplicativo une “sugar daddies” a “sugar babies”, sendo que o homem dá o primeiro passo.

– Sudy: também com a proposta de promover encontros de homens mais velhos com mulheres mais jovens, é só deslizar para a esquerda ou direita para escolher ou declinar pretendentes.

Pessoas ricas

– Raya: aplicativo exclusivo para celebridades, executivos de sucesso e pessoas ricas que querem se relacionar com outros ricos.

– Luxy: o aplicativo exibe fotos, hobbies, marcas e salário da pessoa, e tem o intuito em unir pessoas de ricas que buscam um relacionamento.

Voltar

Compartilhe esta notícia:

Deixe seu comentário

No Ar: Clube do Ouvinte